Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.704,09
    +1.019,74 (+3,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Ford irá abandonar F-150 a diesel devido à baixa demanda

·2 minuto de leitura
Ford irá abandonar F-150 a diesel devido à baixa demanda
Ford irá abandonar F-150 a diesel devido à baixa demanda

A era das picapes convencionais movidas a diesel parece estar chegando ao fim, já que a Ford está abandonando a F-150 Power Stroke V6 de 3.0 litros. A notícia foi relatada inicialmente pela Ford Authority e confirmada pelo site Carscoops através de um porta-voz da montadora.

Conforme as informações, a versão da picape será descontinuada a partir desta sexta-feira, 16 de julho, e o motivo da decisão é simples: baixa demanda – e isso não é muito surpreendente, pois a F-150 a diesel era uma opção cara para o mercado dos Estados Unidos (EUA), que chegava a custar até US$ 4.995 (aproximadamente R$ 25 mil) em algumas variantes – com modestos 250 cavalos (186 kW / 253 PS) e 440 lb-ft (597 Nm) de torque.

Outro possível motivo é o sucesso absurdo de vendas da F-150 Lightning, versão elétrica do veículo, que ultrapassou 100 mil unidades em menos de 30 dias (saiba todos os detalhes do veículo na matéria especial do Olhar Digital).

Ford revela sua primeira picape elétrica, a F-150 Lightning. Imagem: Ford/Divulgação
A picape elétrica da Ford, a F-150 Lightning, pode ter auxiliado no fim da versão a diesel. Imagem: Ford/Divulgação

A picape a diesel foi lançada em 2018 pela Ford, com a promessa de maior economia de combustível combinada a altos níveis de torque, que a tornariam uma melhor opção para clientes que costumam usar caminhonetes para reboque em rodovias, por exemplo.

“Nossos clientes encomendam em grande parte nossos motores a gasolina EcoBoost V6, e é por isso que estamos removendo o diesel de nossa linha. Para clientes que precisam de torque máximo de reboque, agora oferecemos o F-150 PowerBoost como a combinação ideal de capacidade, potência e eficiência de combustível, algo que não estava disponível quando o Power Stroke foi lançado”, disse uma porta-voz da montadora ao canal Fox News.

O híbrido PowerBoost foi adicionado ao plantel de vendas em 2021 e custa US$ 500 (cerca de R$ 2500) a menos do que a Power Stroke, além de ser mais potente e eficiente, com uma classificação EPA de economia de combustível combinada de 24 mpg em modelos com tração nas quatro rodas – levemente melhor em comparação com 23 mpg na versão a diesel.

Leia mais:

A Ford não divulgou os números exatos das vendas da Power Stroke ao longo do ano, mas a Fox News estima que a montadora vendeu apenas 6.349 no primeiro trimestre de 2021 entre 203.797 vendas totais da Série F.

Embora os concorrentes diretos do F-150 continuem a oferecer o modelo a diesel, a Ford nao foi a única montadora a abrir mão da opção nos últimos anos. Em 2020, a Nissan desistiu da versão turbodiesel V8 Cummins de 5,0 litros da picape Titan XD.

Fontes: Carscoops e Fox News

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos