Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.528,54
    +2.666,32 (+4,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Ford fecha acordo com sindicato para indenizar 4 mil funcionários da Bahia

Ford Motor Company assembly workers work on the assembly line of the Ford Fiesta and Ecosport vehicles at a plant in Camacari, in the northeastern Brazilian state of Bahia, November 14, 2007. Ford invested US$ 1,2 billion at the Camacari's factory and created an unique environment that consolidates production line with their direct suppliers' own facilities where the models are made for the Brazilian market and exported to other in development countries as well.  REUTERS/Paulo Whitaker (BRAZIL)
Unidade da Ford em Camaçari (BA) fechará em algumas semanas (Reuters/Paulo Whitaker)
  • Sindicato fechou acordo com a Ford para indenização de quatro mil trabalhadores da unidade de Camaçari (BA)

  • Assim como a fábrica de Taubaté (SP) e a de Horizonte (CE), a unidade baiana vai fechar as portas

  • Ford anunciou em janeiro o fim da produção de veículos no Brasil

Em assembleia na manhã desta quarta-feira (12), o Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari (BA) decidiu fechar acordo com a Ford para a indenização dos quase quatro mil funcionários da unidade, que fechará as portas nas próximas semanas. A proposta é parecida com a que foi feita aos trabalhadores da unidade de Taubaté (SP). As informações são do Estadão.

Leia também:

Quem trabalha na área de produção receberá dois salários extras por ano trabalhado, além do que já é garantido na rescisão. O valor mínimo a ser recebido é de R$ 130 mil, mesmo que a conta dos benefícios mais os pagamentos extras seja inferior.

Já quem é mensalista terá direito a um salário a mais por ano de serviços prestados à companhia.

Fábricas fechadas

A Ford, presente no Brasil desde 1950, anunciou em 11 de janeiro o fim da produção de veículos no país. Com isso, serão fechadas as unidades de Camaçari - que produzia Ford Ka e EcoSport - a fábrica de Taubaté. A segunda produzia motores e dava emprego para 750 funcionários.

A companhia já havia fechado a unidade de São Bernardo do Campo (SP) em 2019. O local foi vendido por R$ 550 milhões e as obras para que ali seja construído um grande centro logístico já começaram.

Somente a fábrica de Horizonte (CE), responsável pela produção dos jipes Troller, funcionará até o fim do ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos