Mercado fechado

Ford considera transformar Mustang e Bronco em sub-marcas

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
2021 Mustang Mach-E Live Image

A ideia é oferecer sedãs e crossovers com o nome Mustang, como no caso do Mach-E, e utilitários mais parrudos como o Bronco Sport

Bronco e Mustang. Junto com a picape F-150, este modelos serão os ícones da marca para os próximos anos, indo além de ser um único veículo. Já ouvimos diversas vezes que a Ford pretende transformar o Bronco e o Mustang em sub-marcas e agora aparece a publicação Autoweek conseguiu mais informações a respeito, indicando que o plano vai se tornar realidade.

Especificamente, uma fonte ligada à Ford teria dito que a fabricante está investigando a possibilidade de criar sub-marcas para ter uma variedade grande de veículos. Os modelos fariam parte de uma divisão chamada "Icons", e existem algumas evidências para este rumor. A Ford já tem um Grupo Icons que trabalha com veículos como Mustang, Ford GT e F-150 Raptor. Criar uma sub-marca maior com ícones como tema não parece ser um passo tão grande assim.

Mais sobre a Ford

Desenvolver e lançar novos modelos, porém, é um grande passo. E algo bem perigoso, principalmente envolvendo o nome Mustang, já que muitos fãs da Ford ainda não aceitaram a existência do Mustang Mach-E como um crossover elétrico. Segundo a reportagem, a marca estaria pensando em lançar sedãs e outros crossovers com o nome Mustang.

A fonte ouvida pelo Autoweek brinca até mesmo que uma discussão sobre uma picape Mustang poderia terminar em briga. Será que algo assim realmente passa na cabeça dos executivos em Dearborn? Combinar o veículo mais vendido nos Estados Unidos com o esportivo mais vendido do mundo é algo que ficaríamos surpresos se não estivesse sendo considerado.

Nós suspeitamos que a sub-marca Bronco seria menos controversa. É um nome que não tem um legado como o Mustang e que também não foca em uma fórmula específica. Tanto é que o retorno do Bronco acontecerá com duas ofertas distintas, com um modelo urbano monobloco na forma do Bronco Sport; e um utilitário de carroceria sobre chassi com foco no off-road, da mesma forma que o rival Jeep Wrangler.

O Ford Bronco era esperado para abril, mas acabou adiado por conta da pandemia. A marca pretende apresentá-lo em junho, junto com o Bronco Sport. Já o Mustang Mach-E, embora já tenha sido apresentado, só começará a ser entregue aos clientes no final do ano - e somente nos EUA, chegando no resto do mundo apenas em 2021. Será que as duas sub-marcas e seus modelos são uma boa ideia, ainda mais para o Brasil?

Fotos: arquivo Motor1.com


Source: Autoweek