Mercado fechará em 2 mins
  • BOVESPA

    109.865,92
    +2.487,00 (+2,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.874,91
    +607,71 (+1,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,94
    +1,88 (+4,37%)
     
  • OURO

    1.804,50
    -33,30 (-1,81%)
     
  • BTC-USD

    19.158,27
    +706,31 (+3,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,80
    +10,04 (+2,72%)
     
  • S&P500

    3.633,73
    +56,14 (+1,57%)
     
  • DOW JONES

    30.022,49
    +431,22 (+1,46%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.074,75
    +169,50 (+1,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3927
    -0,0476 (-0,74%)
     

Ford conclui venda da fábrica em São Bernardo do Campo

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
·2 minuto de leitura
Ford - Fábrica em São Bernardo do Campo (SP)
Ford - Fábrica em São Bernardo do Campo (SP)

Construtora São José e gestora de recursos FRAM Capital adquiriram todo o terreno

Mais de um ano e meio depois de anunciar que fecharia a fábrica de São Bernardo do Campo (SP), a Ford confirma que encerrou o processo de venda do complexo e do terreno. Quem ficará com o local é a Construtora São José e a FRAM Capital, empresa de gestão de recursos. O valor pago na negociação não foi revelado, mas informações extra oficiais diziam que o valor pago é de R$ 550 milhões.

A notícia de que a Construtora São José compraria a fábrica já havia sido revelada em junho, quando Mauro Silvestri, sócio-fundador da empresa, disse ao site InfoMoney que estava comprando a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo. O executivo ainda disse que o local seria usado para o setor logístico e que até considera usar uma parte dos 1 milhão de metros quadrados e alugar para alguma fabricante de carros – a fábrica ocupava 500 mil metros de todo o terreno.

No comunicado, a Ford diz que as duas empresas foram as que apresentaram a melhor alternativa para o local entre uma série de potenciais compradores. “Desde o início deste processo, demos prioridade para projetos que melhor atendessem as necessidades da região”, afirma Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul e Grupo de Mercados Internacionais. “Estamos muito felizes em concluir essa transação com a Construtora São José e com a FRAM Capital, empresas conceituadas e com ampla experiência em seus segmentos de atuação, que contribuirão com a geração de empregos e o desenvolvimento de São Bernardo do Campo”.

Todo o processo de fechamento da fábrica foi bem conturbado. Com a possibilidade de perder centenas de vagas de emprego e causar um impacto na região, a prefeitura de São Bernardo do Campo e o governo do estado de São Paulo se uniram para procurar por clientes interessados na fábrica. Um deles foi o Grupo Caoa, que pretendia montar modelos de uma nova marca chinesa no país, mas que acabou desistindo do negócio. Rumores diziam que outras empresas chinesas demonstraram interesse no complexo industrial.

Relembre o caso:

O fim da fábrica no ABC reduz a operação fabril da Ford no país para somente dois locais, com a fábrica de motores em Taubaté (SP) e o complexo em Camaçari (BA), onde são feitos Ka, Ka Sedan e EcoSport. A decisão fez parte de um esforço de reestruturação da fabricante, fechando fábricas em outros países como França e Rússia.