Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,46
    +0,89 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.825,00
    +0,20 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    20.832,18
    -208,80 (-0,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    454,17
    -7,63 (-1,65%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.894,75
    +23,48 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    12.090,75
    +50,25 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5281
    -0,0160 (-0,29%)
     

Ford anuncia "pacotão" com novo Mustang, Ranger e carro elétrico

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Ford pode ter fechado as portas da fábrica no Brasil, mas isso não significa que a tradicional montadora não esteja disposta a investir forte para seguir entre as principais montadoras de carro do mundo. A empresa estadunidense anunciou um investimento pesado para os próximos quatro anos, incluindo o lançamento das novas gerações de dois modelos que fazem muito sucesso por aqui: Mustang e Ranger.

A Ford revelou que aportará US$ 3,7 bilhões (aproximadamente R$ 17,6 bilhões) nas plantas de Michigan, Ohio e Missouri, todas nos EUA, até 2026. O valor inclui a abertura de 6.200 novos empregos, que podem gerar até 74 mil novos empregos indiretos, a contratação definitiva de outros 3 mil funcionários, hoje temporários, e o desenvolvimento da nova picape Ranger, da 7ª geração do Mustang e de um novo modelo de carro 100% elétrico.

Do total de investimentos anunciados, US$ 1,5 bilhão irá para Ohio, planta escolhida para desenvolver um novo carro 100% elétrico. A ideia é expandir o quadro de funcionários em 1,8 mil por lá, justamente para trabalhar neste novo modelo. Em Kansas City, o investimento será menor, na casa dos US$ 95 milhões, com 1,1 mil novos empregos e a implementação de um terceiro turno.

Anúncio da 7ª geração do Ford Mustang tem um pequeno "easter egg" (Imagem: Divulgação/Ford)
Anúncio da 7ª geração do Ford Mustang tem um pequeno "easter egg" (Imagem: Divulgação/Ford)

Anúncio do novo Mustang tem “easter egg” da Ford

A montadora ainda não deu muitos detalhes a respeito da sétima geração do Mustang, que está prevista para chegar ao mercado em abril de 2023. Porém, um “easter egg” foi inserido no pôster que confirma a chegada do novo modelo.

Em um olhar mais atento, dá para notar a presença de um câmbio manual de 6 marchas dentro da letra “O” na palavra Generation, indicativo de que a Ford manterá o esportivo com esta opção na nova geração.

Os responsáveis pela fabricação do novo Mustang, que chegará à sua sétima geração, serão os funcionários da fábrica de Flat Rock, enquanto a produção da nova Ranger ficará por conta do pessoal em Wayne, Michigan. Segundo a Ford, as duas fábricas receberão um aporte de US$ 2 bilhões, com a geração de 3,2 mil novos empregos.

“Estamos investindo em empregos americanos e em nossos funcionários para construir uma nova geração de veículos Ford incríveis e continuar nossa transformação Ford+”, simplificou Jim Farley, presidente e CEO da Ford.

“A Ford é o empregador número 1 da América em trabalhadores automotivos horistas, e esse investimento apenas aprofunda nosso compromisso com a construção de grandes veículos novos”, completou Bill Ford, presidente executivo da marca.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos