Mercado abrirá em 1 h 3 min
  • BOVESPA

    112.291,59
    +413,06 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.934,21
    +259,38 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,14
    +0,50 (+1,10%)
     
  • OURO

    1.843,10
    +2,00 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    19.027,73
    -229,85 (-1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    373,55
    -0,86 (-0,23%)
     
  • S&P500

    3.666,72
    -2,29 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    29.969,52
    +85,73 (+0,29%)
     
  • FTSE

    6.540,24
    +49,97 (+0,77%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.507,00
    +44,75 (+0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2534
    +0,0174 (+0,28%)
     

Forças Armadas vão auxiliar na logística e segurança do Enem

Karine Melo - Repórter da Agência Brasil
·1 minuto de leitura

A pedido do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do MEC responsável pela aplicação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), as Forças Armadas vão prestar apoio logístico ao Ministério da Educação (MEC) na realização da edição de 2020.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as provas impressas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro. Na versão digital, o exame será nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Na portaria, publicada nesta quarta-feira (18) no Diário Oficial da União, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva autoriza a atuação das forças.

Segundo o Inep, há 5.783.357 inscritos para o Enem, sendo 5.687.271 para o exame impresso e 96.086 para o digital, que é novidade nesta edição. Esta não é a a primeira vez que militares são requisitados para auxiliar na logística e também na segurança do exame.