Mercado fechará em 1 h 37 min
  • BOVESPA

    112.271,70
    -44,45 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.518,44
    -256,47 (-0,47%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,77
    -0,91 (-1,14%)
     
  • OURO

    1.939,60
    -6,00 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    23.212,78
    -393,66 (-1,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    525,57
    -12,30 (-2,29%)
     
  • S&P500

    4.039,98
    -30,58 (-0,75%)
     
  • DOW JONES

    33.900,25
    -77,83 (-0,23%)
     
  • FTSE

    7.784,87
    +19,72 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    22.069,73
    -619,17 (-2,73%)
     
  • NIKKEI

    27.433,40
    +50,84 (+0,19%)
     
  • NASDAQ

    12.057,50
    -164,75 (-1,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5549
    +0,0087 (+0,16%)
     

Fontes 'verdes' estão prestes a se tornar principal matriz energética do mundo

Energias renováveis devem superar o carvão dentro de dois anos como maior fonte de energia em todo mundo
Energias renováveis devem superar o carvão dentro de dois anos como maior fonte de energia em todo mundo
  • Informações foram divulgadas em um novo relatório da Agência Internacional de Energia;

  • Crise provocada pela guerra na Ucrânia seria o principal motivo pela busca de novas fontes;

  • Mudança da matriz energética será liderada pela China, União Europeia, Índia e Estados Unidos.

Um novo relatório da Agência Internacional de Energia (AIE), apontou que as fontes de energia renovável devem ultrapassar o carvão como maior fonte de geração de energia globalmente nos próximos dois anos.

Segundo o estudo, a crise energética provocada pela guerra da Ucrânia fez com que potências mundiais acelerassem a transição de sua matriz energética para fontes renováveis. Nos próximos cinco anos os investimentos devem se equiparar aos realizados nas duas últimas décadas, afirmou a AIE.

Ao mesmo tempo, o barateamento das tecnologias renováveis, como painéis solares e turbinas eólicas injetaram competitividade no setor, impedindo que os países buscassem novas fontes fósseis de combustíveis. “A expansão da capacidade renovável nos próximos cinco anos será muito mais rápida do que o esperado há apenas um ano”, observou o relatório.

Em comparação aos cinco anos anteriores, os pesquisadores preveem uma aceleração de 85% em direção às energias renováveis no próximo quinquênio. "As energias renováveis são a única fonte de geração de eletricidade cuja participação deve crescer, com declínio nas participações de carvão, gás natural, geração nuclear e de petróleo”, afirmou o relatório.

Dentre os principais impulsionadores das novas tecnologias estão a China, a União Europeia, a Índia e os Estados Unidos. Os investimentos chineses na busca por renovação da matriz energética já são conhecidos, mas um novo relatório da agência governamental americana de Administração de Informação de Energia apontou que pela primeira vez no país as fontes de energia renováveis superaram o uso de carvão.

“As energias renováveis já estavam se expandindo rapidamente, mas a crise global de energia as colocou em uma nova fase extraordinária de crescimento ainda mais rápido, à medida que os países buscam capitalizar seus benefícios de segurança energética”, disse Fatih Birol, diretor executivo da AIE. “A aceleração contínua das energias renováveis é fundamental para ajudar a manter a porta aberta para limitar o aquecimento global a 1,5 °C.”