Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.675,60
    -819,07 (-1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Fone Sony WF-1000XM3 é homologado pela Anatel a pedido da Multilaser

·2 minuto de leitura

Após deixar o mercado brasileiro nos segmentos de TV, som e câmera no início do ano, a Sony confirmou o retorno da marca ao país em parceria com a Multilaser para a venda de dispositivos de áudio, e parece que um de seus fones de ouvido sem fio pode chegar ao país em breve.

Uma homologação identificada pelo site Insiraficha confirma que a Anatel homologou o WF-1000XM3 a pedido da Multilaser, o que resulta em documentos com imagens que confirmam o design do dispositivo já muito conhecido.

(Imagem: Reprodução/Sony)
(Imagem: Reprodução/Sony)

A questão que fica é o motivo pelo qual a Multilaser teria interesse em vender um fone de ouvido lançado há quase dois anos e que até mesmo já possui um sucessor melhor em todos os pontos: o WF-1000XM4 anunciado em junho com design mais compacto e cancelamento ativo de ruído ainda mais poderoso que a geração anterior.

Lançado no Brasil com preço sugerido de R$ 1.299 ainda em 2019, o WF-1000XM3 segue sendo encontrado no varejo brasileiro via marketplace com preços acima de R$ 1 mil, o que gera dúvidas a respeito do motivo pela qual a Multilaser requisitou a homologação do XM3 em vez do mais recente XM4.

(Imagem: Reprodução/Insiraficha)
(Imagem: Reprodução/Insiraficha)

De qualquer forma, não existem maiores detalhes a respeito da data de início das vendas pela Multilaser ou muito menos o preço que será cobrado, sendo este um dos pontos que geram expectativas sobre a homologação. A Multilaser poderia adotar um custo mais baixo para competir com soluções recentes de rivais na faixa dos R$ 800 que não entregam uma experiência tão boa quanto a do fone da Sony.

Também não existem indícios a respeito de um possível lançamento do Sony WF-1000XM4 no Brasil. Mais informações devem surgir em breve.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos