Mercado abrirá em 1 h
  • BOVESPA

    111.539,80
    +1.204,97 (+1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.682,19
    +897,61 (+2,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,89
    +1,14 (+1,91%)
     
  • OURO

    1.721,40
    -12,20 (-0,70%)
     
  • BTC-USD

    51.490,58
    +2.747,09 (+5,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.028,50
    +40,41 (+4,09%)
     
  • S&P500

    3.870,29
    -31,53 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.391,52
    -143,99 (-0,46%)
     
  • FTSE

    6.678,99
    +65,24 (+0,99%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.150,75
    +95,50 (+0,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8569
    -0,0052 (-0,08%)
     

Foi por pouco: Microsoft teria tentado comprar o Pinterest

Felipe Ribeiro
·1 minuto de leitura

Foi por pouco. A Microsoft esteve perto de concretizar sua maior aquisição em todos os tempos com a compra do Pinterest. Segundo reportagem do Financial Times, a gigande de Redmond teria feito uma proposta, mas o negócio não andou e hoje encontra-se etagnado. Caso tivesse sido fechado, as cifras poderiam chegar a US$ 51 bilhões, atual valor de mercado da rede social.

Segundo a reportagem, esse interesse da Microsoft em uma rede como o Pinterest pode indicar uma nova estratégia da empresa para seus serviços de nuvem como o Azure. Hoje, muitos aplicativos deste tipo preferem utilizar o Amazon Web Services, que domina esse mercado. Ao comprar o Pinterest, a gigante de Redmond mostraria poder de fogo e atrairia mais clientes para seu ecossistema de cloud.

É bom lembrar, contudo, que essa não é a primeira tentativa da Microsoft nesse aspecto. No ano passado, a empresa tentou comprar o TikTok e, dentro desse negócio, a utilização do Azure para abrigar o aplicativo de vídeos seria um chamariz para demais negócios no escopo da nuvem.

Compra do Pinterest pela Microsoft pode custar US$ 51 bilhões/ Imagem: Freepik
Compra do Pinterest pela Microsoft pode custar US$ 51 bilhões/ Imagem: Freepik

Aquisições recentes

Muito embora o negócio com o Pinterest não tenha sido confirmado — e nem descartado —, outras empresas foram adquiridas na gestão de Satya Nadella, o que indica um perfil bem agressivo do CEO da Microsoft.

GitHub, por US$ 7,5 bilhões, LinkedIn por US$ 26,2 bilhões e, mais recentemente, a Zenimax Media/ Bethesda, por mais US$ 7,5 bilhões, são algumas das aquisições recentes da Microsoft, que não deve parar por aí.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: