Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.637,08
    -344,41 (-0,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Foi o trimestre mais trágico da pandemia e PIB andou de lado, diz Guedes

·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  04-08-2021 - Paulo Guedes. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 04-08-2021 - Paulo Guedes. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Ao comentar o resultado do PIB (Produto Interno Bruto), que recuou 0,1% no segundo trimestre deste ano, o ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou nesta quarta-feira (1º) que o período foi o mais trágico da pandemia e que o desempenho econômico “andou de lado”.

A variação negativa foi observada em relação ao trimestre anterior, segundo os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na manhã desta quarta. O desempenho vem do resultado negativo da agropecuária (-2,8%) e da indústria (-0,2%). Por outro lado, os serviços avançaram 0,7% no período.

“Foi o trimestre mais trágico, quando a pandemia abateu mais brasileiros, foi abril, maio e junho deste ano, com a segunda onda. Foi justamente quando entrou de novo o auxílio emergencial, a expansão dos programas de assistência. Nós mantivemos a responsabilidade fiscal de um lado e o compromisso da saúde dos brasileiros de outro lado”, afirmou o ministro.

Guedes participou de almoço de lançamento da Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo. O ministro afirmou que o resultado do PIB no trimestre, recuo de 0,054% foi arredondado para uma queda de 0,1%, mas ressaltou que é um ajuste “mínimo, não faz mal”.

“A economia voltou em V, estamos crescendo novamente. Hoje saiu um dado que é praticamente de lado, foi 0,05% a queda do PIB. Quando dá 0,05%, é arredondada para 0,1. Se fosse 0,04%, seria zero. É um negócio mínimo, não faz mal.

Pouco antes, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira havia chamado de "pessimistas" aqueles que veem o dado como o indicador de uma atividade econômica ruim.

Em mensagens publicadas no Twitter o ministro usou a comparação com o segundo trimestre de 2020 para argumentar que o resultado "confirma a recuperação da nossa economia".

"O PIB brasileiro no 2º trimestre deste ano cresceu 12,4% em relação ao mesmo período do ano passado e confirma a recuperação da nossa economia, que já está no mesmo patamar do final de 2019 e início de 2020", afirmou.

"Ao comparar com o 1º trimestre de 2021 o PIB recuou 0,1%. O suficiente para pessimistas dizerem que a economia está ruim, mas prefiro o otimismo de ver que o Brasil já está no nível pré-pandemia, confiante na recuperação iniciada com o avanço da vacinação e das reformas em curso", escreveu na rede social.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos