Mercado abrirá em 44 mins
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,11
    +1,18 (+1,28%)
     
  • OURO

    1.811,70
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    24.615,44
    +1.446,05 (+6,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    581,33
    +50,11 (+9,43%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.479,10
    -28,01 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.463,50
    +71,50 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2423
    -0,0041 (-0,08%)
     

Foguetes e lixo espacial caindo do céu podem matar pessoas, alertam astrônomos

Foguetes e lixo espacial caindo do céu podem matar pessoas, alertam astrônomos (Foto: Getty Images)
Foguetes e lixo espacial caindo do céu podem matar pessoas, alertam astrônomos (Foto: Getty Images)
  • Os pesquisadores estimaram em 10% a chance dos objetos atingirem pessoas;

  • Os voos espaciais comerciais e o uso de tecnologia de satélite aumentam as possibilidades de acidentes;

  • Os foguetes são construídos para desmoronar à medida que se afastam do planeta.

Uma equipe de pesquisadores estimou a chance de 10% de que um foguete em queda livre ou detritos aeroespaciais matem uma pessoa em algum lugar do mundo na próxima década, se as práticas atuais da indústria espacial continuarem.

A corrida espacial bilionária , os voos espaciais comerciais e o uso de tecnologia de satélite estão aumentando as chances de ser esmagado por uma nave espacial em queda, alertou um novo estudo publicado na revista Nature Astronomy na segunda-feira.

“É um risco estatisticamente baixo, mas não desprezível. Está em ascensão e é totalmente evitável", disse Michael Byers, professor da Universidade da Colúmbia Britânica, Canadá, e principal autor do estudo.

“Então, devemos tomar as medidas disponíveis para eliminar os riscos de perda? Acho que a resposta deve ser sim," afirmou Byers

O risco aumenta dependendo de onde você está, de acordo com pesquisadores, especialmente para aqueles no Sul Global, que provavelmente verão uma proporção maior de lixo espacial devido à rotação da Terra e à maneira como os lançamentos são realizados.

Os foguetes são construídos para desmoronar à medida que se afastam do planeta, e alguns de seus detritos acabam flutuando no espaço ( ameaçando os astronautas ), enquanto outros pedaços descem de volta à Terra. À medida que as naves espaciais passam por cada atmosfera, elas perdem peso morto usado em vários estágios, consistindo em tanques de combustível, propulsores e outras peças necessárias apenas durante o lançamento inicial. Essa é uma das razões pelas quais a maioria dos lançamentos ocorre perto da costa – então o lixo do foguete cai com segurança no oceano.

O medo da catástrofe tornou-se muito real em 2020, quando um cano de 12 metros de comprimento e mais detritos do foguete Longa Marcha 5B da China chegaram à Costa do Marfim, na África, pousando em duas aldeias, embora – felizmente – não matando ninguém.

Os pesquisadores sinalizaram que a morte potencial por queda de lixo de foguete é evitável com legislação e financiamento do governo, como um acordo internacional para mover cargas menores, conservando combustível suficiente para direcionar as peças com segurança para a Terra. Os pesquisadores citaram o Protocolo de Montreal de 1987 como exemplo de um esforço coletivo bem-sucedido, que livrou o mundo de substâncias que destroem a camada de ozônio e remendou o escudo do nosso planeta contra os raios UV.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos