Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.197,82
    +967,70 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.845,83
    -200,75 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,03
    +1,51 (+1,75%)
     
  • OURO

    1.725,00
    -5,50 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    20.038,51
    -316,29 (-1,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,09
    -2,31 (-0,50%)
     
  • S&P500

    3.783,28
    -7,65 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    30.273,87
    -42,45 (-0,14%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.628,00
    -12,75 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1356
    -0,0323 (-0,63%)
     

Foguete SLS passa em teste e Artemis I pode ser lançada à Lua na próxima semana

Nesta quarta-feira (21), o foguete Space Launch System (SLS) passou por um longo teste de abastecimento, uma etapa crítica para o lançamento da missão Artemis I. Segundo um comunicado da NASA, todos os objetivos do teste foram concluídos, e agora as equipes estão se preparando para drenar os tanques do veículo.

O lançamento sofreu alguns adiamentos após a NASA identificar um vazamento de hidrogênio líquido no estágio central do foguete. A equipe da missão substituiu duas vedações e, assim, agendaram o teste para verificar se o conserto funcionou. O procedimento foi realizado no Kennedy Space Center, na Flórida.

Segundo a NASA, o teste tinha o objetivo de avaliar o conserto do vazamento com a troca dos componentes de vedação, abastecer os tanques do foguete com a ajuda de novos procedimentos, testar o fluxo de hidrogênio e realizar um teste de pré-pressurização. “Conseguimos cumprir hoje todos os objetivos que determinamos”, comemorou Charlie Blackwell-Thompson, diretora de lançamentos do programa.

Entretanto, o teste não aconteceu sem alguns “sustos” ao longo do caminho. Durante o abastecimento com hidrogênio líquido, os engenheiros descobriram um vazamento, mas conseguiram reduzi-lo para níveis aceitáveis. Durante a etapa de pré-pressurização, a equipe identificou outro vazamento.

Este segundo vazamento foi menor que o primeiro, e a equipe da missão conseguiu mantê-lo sob controle. “Vamos pegar os dados e ver o que eles nos dizem, mas estou extremamente encorajada pelo teste hoje e por ter passado por todos os objetivos”, comentou ela em uma conferência após o fim do teste.

A NASA planeja lançar a missão no dia 27 de setembro, mas se for necessário, conta com uma janela reserva no dia 2 de outubro. Contudo, ainda é cedo para dizer se a agência espacial poderá manter estas datas, já que será necessário também ter condições climáticas adequadas e a certificação do sistema de terminação de voo (FTS), que destruirá o foguete se ele sair do curso durante o lançamento.

“As equipes vão avaliar os dados do teste junto do tempo e outros fatores, antes de confirmar a prontidão para avançar para a próxima oportunidade de lançamento”, ressaltou a NASA, no comunicado. Enquanto eles avaliam os próximos passos, o foguete SLS segue na configuração de segurança.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: