Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.494,47
    +1.232,20 (+2,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Foguete reutilizável da Blue Origin está ficando "parecido" com o Super Heavy

·2 minuto de leitura

No mês passado, foi revelado que a Blue Origin, empresa fundada por Jeff Bezos, está fazendo algumas mudanças no projeto do foguete New Glenn, que poderá ter um estágio superior reutilizável com tanques de aço inox. A ideia já torna o foguete bastante parecido com os da SpaceX, e novas imagens do tanque de testes mostram ainda mais semelhanças com protótipos do Super Heavy, da empresa rival.

O novo estágio reutilizável é parte do discreto Projeto Jarvis, e a Blue Origin já levou uma versão inicial do tanque de testes para as instalações de Cabo Canaveral que, à primeira vista, parece lembrar bastante os protótipos do propulsor Super Heavy, da SpaceX — o que é curioso, já que as duas empresas seguem em um conflito pelo contrato para o desenvolvimento do novo lander lunar que levará astronautas à superfície da Lua.

A Blue Origin ainda não fez comentários públicos sobre o projeto de desenvolvimento do estágio superior, mas é certo que, se o foguete New Glenn se tornar totalmente reutilizável, a empresa de Bezos conseguiria redução de custos significativa — e, com isso, poderia competir diretamente com o Starship, que será impulsionado pelo Super Heavy. Os engenheiros do programa para o desenvolvimento do tanque seguem estudando o aço inox como o material utilizado, o mesmo que a SpaceX usa nos estágios de seu sistema.

O projeto do tanque é uma parte do programa para o estágio superior reutilizável, enquanto a outra é a escolha do projeto para o segundo estágio. Assim, outra equipe ficou responsável por estudar três diferentes iniciativas para o design do veículo de reentrada. Uma delas propõe o estágio superior com asas grandes, que funcionaria como um avião espacial que pousaria em uma pista. Já outra proposta sugere um motor aerospike, mas esta exigiria um novo projeto e a construção de um novo motor. Por fim, a sugestão final apresenta um conceito similar àquele do Starship, com um veículo que pousa na vertical, combinando flaps em sua estrutura às ignições de propulsores. Esta parece ser a ideia favorita da Blue Origin até o momento, e a empresa deverá decidir até o fim do ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos