Mercado abrirá em 5 h 3 min
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,31
    +0,41 (+0,63%)
     
  • OURO

    1.835,00
    +3,70 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    58.578,88
    +614,01 (+1,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.561,23
    +125,45 (+8,74%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.137,97
    +8,26 (+0,12%)
     
  • HANG SENG

    28.545,01
    -65,64 (-0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.518,34
    +160,52 (+0,55%)
     
  • NASDAQ

    13.659,75
    -50,00 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3645
    -0,0006 (-0,01%)
     

Foguete chinês vai cair na Terra, mas não sabemos onde

Rafael Rigues
·2 minuto de leitura
Foguete chinês vai cair na Terra, mas não sabemos onde
Foguete chinês vai cair na Terra, mas não sabemos onde

Um imenso pedaço de um foguete chinês irá cair de volta à Terra “em breve”, e ninguém pode dizer com certeza onde. O componente em questão é o primeiro estágio do Longa Marcha 5B que foi utilizado para colocar em órbita o primeiro módulo da estação espacial chinesa Tiangong, na semana passada.

Após cumprir sua missão, a peça foi descartada em uma órbita elíptica ao redor de nosso planeta, que a coloca a 375 km de altitude no ponto mais distante e 170 km no ponto mais próximo.

Mas o atrito com a atmosfera no ponto mais baixo desta trajetória faz com que ela perca energia e se aproxime cada vez mais, até o momento em que irá executar uma reentrada descontrolada.

Lançamento do Longa Marcha 5B com o primeiro módulo da estação espacial chinesa. O primeiro estágio é onde estão os propulsores auxiliares.
Lançamento do Longa Marcha 5B com o primeiro módulo da estação espacial chinesa. O primeiro estágio é onde estão os propulsores auxiliares. Imagem: CNSA

Objetos de pequeno porte reentrando a atmosfera geralmente são incinerados pelo calor gerado com o atrito, mas o primeiro estágio do Longa Marcha 5B não pode ser considerado “pequeno”: ele tem 33 metros de comprimento e 5 metros de diâmetro, pesando 21 toneladas. Isso significa que uma parte considerável pode atingir “algum lugar” da Terra.

Segundo o site SpaceNews, esta será uma das maiores reentradas descontroladas de uma espaçonave, e os destroços têm o potencial de atingir uma área habitada.

A inclinação orbital de 41,5 graus significa que o primeiro estágio passa um pouco mais ao norte de Nova York, Madri e Beijing, e mais ao sul da região sul do Chile e de Wellington, na Nova Zelândia. A reentrada pode ocorrer em qualquer local nesta área.

Leia mais:

Considerando que 70% da superfície de nosso planeta é coberta por oceanos, é provável que o primeiro estágio do Longa Marcha 5B atinja um deles. Mas a possibilidade de que ele atinja terra firme, ou uma região habitada, ainda existe: em 1979, um erro de cálculo fez com que pedaços da primeira estação espacial norte-americana, a Skylab, atingissem o oeste da Austrália.

No início de março parte do foguete francês Ariane 44L, que decolou em 1992, reentrou nossa atmosfera sobre o norte do Brasil, gerando uma bola de fogo que foi vista nos céus do Ceará e do Pará, mais especificamente na região da capital, Belém. Não há registro de pedaços chegando ao solo.

A China pretende concluir a construção da estação espacial Tiangong até 2022. Para isso serão necessárias mais 10 missões: duas para o lançamento de módulos adicionais, quatro missões tripuladas e quatro missões de carga.

Fonte: SpaceNews