Mercado fechado

Foguete chinês cai no oceano Pacífico e afeta espaços aéreos na Europa

O estágio central do foguete Long March 5B, da China, desceu na região centro-sul do oceano Pacífico durante a manhã desta sexta-feira (4). O veículo foi lançado no fim de outubro, levando ao espaço o terceiro e último módulo da estação espacial chinesa Tiangong. Desde então, o estágio seguiu na órbita terrestre sem sinais de que faria uma reentrada segura e controlada. Agora, seu retorno preocupou especialistas e afetou o espaço aéreo na Europa.

Após o lançamento, especialistas acompanharam a trajetória do foguete e tentaram prever onde ele poderia cair. Segundo o Comando Espacial dos Estados Unidos, o estágio reentrou e caiu no oceano, sem causar danos. “O Comando Espacial pode confirmar que o foguete Long March 5B, da República Popular da China, reentrou na atmosfera sobre o oceano Pacífico centro-sul às 7h01”, escreveram, em uma publicação.

De fato, o foguete não atingiu nenhuma pessoa ou propriedade, mas a reentrada descontrolada afetou operações aéreas em diferentes locais. Na Espanha, parte do espaço aéreo nacional foi fechada como uma medida de precaução, e voos na Catalunha e em outras regiões foram restringidos durante a manhã. Já a França fechou parte do espaço aéreo sobre a ilha Córsega.

De acordo com um boletim da Agência Europeia de Segurança da Aviação, cidades em Portugal e na Itália também poderiam ser afetadas pela reentrada, e recomendaram que as Autoridades Nacionais de Aviação dos Estados membros considerassem implementar e notificar restrições aéreas.

Esta não é a primeira vez que foguetes da China reentram na atmosfera da Terra de forma descontrolada. Em julho de 2021, o estágio central do foguete que lançou outro módulo da estação reentrou descontroladamente na Terra, liberando detritos no oceano Índico. Já neste ano, um evento semelhante aconteceu com o estágio de outro foguete Long March 5B, que também desceu ao oceano Índico.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: