Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.054,84
    -14,11 (-0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

De olho nos carros elétricos, Ford construirá 1ª fábrica após 50 anos

·2 minuto de leitura
A Ford e a fabricante de baterias sul-coreana SK Innovation gastarão um total de US$ 11,4 bilhões (R$ 62 bilhões) para construir novas fábricas no Tennessee e Kentucky, focadas no desenvolvimento e produção de veículos elétricos e as baterias que os movem. (Artur Widak/NurPhoto)
  • Companhia americana vai gastar mais de R$ 60 bilhões em novas fábricas

  • Serão as primeiras plantas da produtora de veículos em 50 anos

  • Empresas de carro estão voltando seus focos para a produção de veículos elétricos

A Ford e a fabricante de baterias sul-coreana SK Innovation gastarão um total de US$ 11,4 bilhões (R$ 62 bilhões) para construir novas fábricas no Tennessee e Kentucky, Estados Unidos, focadas no desenvolvimento e produção de veículos elétricos e as baterias que os movem.

Leia também:

As novas instalações representam as primeiras novas fábricas construídas pela Ford, inteiramente do zero, em mais de 50 anos. A fábrica do Tennessee será um "mega campus" que abrigará uma unidade de produção de veículos para as picapes da série F da Ford e uma divisão de montagem de baterias. Ao mesmo tempo, as fábricas gêmeas em Kentucky irão fabricar baterias de íon-lítio.

Fábricas ficarão prontas depois de 2025

As instalações serão abertas depois de 2025, mas o CEO da Ford, Jim Farley, diz que o investimento sinaliza a seriedade do compromisso da empresa com os VEs (Veículos Elétricos). O novo campus em Stanton, Tennessee, por exemplo, cobrirá nove milhas quadradas e representa a maior instalação já construída nos 118 anos de história da empresa, disse Farley.

Como o resto da indústria automobilística, a Ford está lutando para mudar sua atenção para os VEs, mesmo que eles representem apenas uma pequena fração dos veículos vendidos a cada ano. Isso ocorre quando a indústria automobilística enfrenta novas propostas que proíbem os carros a gás em mercados estrangeiros e em alguns estados dos EUA, como a Califórnia.

"Esta história é sobre veículos digitais com sistemas incorporados e uma experiência do cliente conduzida por um software que fica melhor a cada dia e muda a definição de um carro de algo que leva você do ponto A ao ponto B, para algo que permite sua plena vida”, disse o CEO da Ford.

As novas instalações representam uma mudança na abordagem da Ford para a fabricação de EV. É um movimento mais arriscado financeiramente, com recompensas potencialmente lucrativas no futuro, se a empresa puder complementar a produção de seus fornecedores com sucesso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos