FMI prevê crescimento potencial menor para o Brasil

Após o fraco desempenho econômico do Brasil em 2012 e a redução das projeções para 2013 e 2014, a discussão dos limites de crescimento do País voltam à tona, segundo o economista-chefe e diretor do Departamento de Pesquisa do Fundo Monetário Internacional (FMI), Olivier Blanchard. O Brasil pode ter uma taxa de crescimento potencial menor do que o estimado, disse em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, para comentar previsões econômicas para 2013.

O fraco crescimento do Brasil e da Índia é uma preocupação do FMI, destacou Blanchard. Para ele, a discussão do crescimento potencial desses países ganha importância, uma vez que medidas de estímulo do governo estão tendo dificuldade em fazer a economia deslanchar.

A recomendação do Fundo é de que o Brasil evite que medidas para estimular o crescimento piorem a situação fiscal do País, segundo o diretor do Departamento de Pesquisa do FMI, Jorg Decressin. Outro ponto é investir em infraestrutura, para evitar que o lado da oferta limite ainda mais o crescimento do País.

Sobre a economia mundial, Blanchard recomendou cautela. "Podemos ter evitado abismos, mas temos pela frente altas montanhas para colocar a economia mundial de volta aos trilhos", disse o economista. Blanchard mostrou ainda preocupação com o pacote de estímulo lançado pelo Japão. Se por um lado a economia pode crescer mais, por outro pode comprometer o lado fiscal.

Carregando...