Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    18.144,34
    +376,29 (+2,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

FMI pede expansão do alívio de dívida para outros países além dos mais pobres

·1 minuto de leitura

WASHINGTON (Reuters) - A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu neste domingo a implementação imediata e efetiva de uma nova estrutura do G20 criada para ajudar os países mais pobres do mundo a obter alívio permanente de dívida, mas disse que outros países também precisam de ajuda.

"É fundamental operacionalizar esta estrutura de maneira rápida e eficaz", disse a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, em um comunicado após se dirigir aos líderes do grupo das 20 maiores economias.

"Daqui para frente, devemos também ajudar os países não cobertos por essa estrutura a endereçar vulnerabilidades de suas dívidas para que suas economias possam se tornar mais resilientes."

A estrutura de tratamento para dívida endossada pelos líderes do G20 neste domingo se aplica a 73 países que são elegíveis para um congelamento temporário nos pagamentos oficiais de suas dívidas.

(Por Andrea Shalal)