Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.453,85
    -3.426,69 (-5,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

FMI pede ao México reforma tributária e mudanças na Pemex

·1 min de leitura
(Arquivo) Posto de combustíveis na Cidade do México (AFP/Alfredo ESTRELLA)

O Fundo Monetário Internacional (FMI) parabenizou o México nesta sexta-feira por ter mantido a estabilidade econômica durante a pandemia, mas pediu que o país implemente uma reforma tributária e da governança da Pemex.

Impulsionada pelo crescimento dos Estados Unidos e pelo retorno gradual à normalidade econômica após a pandemia, a economia mexicana se recupera da pior recessão em décadas, com uma previsão de crescimento de 6,2% em 2021 e 4% em 2022, em contraste com uma queda de 8,3% em 2020.

O conselho do FMI aprovou a avaliação periódica que realiza de seus países membros, conhecida como Artigo IV. Diante da postura fiscal conservadora do governo do esquerdista Andrés Manuel López Obrador, no poder desde 2018, que se concentrou no controle da dívida, o fundo pediu a médio prazo uma "reforma tributária confiável", por considerar que a mesma poderia ajudar a financiar os gastos sociais e o investimento público.

O FMI também pediu "reformar a estratégia de negócios e a governança" da estatal Petróleos Mexicanos (Pemex), que perdeu 3,79 bilhões de dólares no terceiro trimestre.

O governo mexicano tentou aliviar as finanças da empresa, que considera um baluarte da soberania nacional. Os diretores executivos reconhecem que o México adotou políticas contra o aquecimento global e o incentivam a implementar uma "estratégia abrangente" e a aproveitar "a base diversificada de recursos renováveis" para promover um "setor energético mais econômico, sustentável e competitivo".

O FMI também cita a importância de "impulsionar as reformas contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo", e elogiou o México por ter mantido "a estabilidade econômica durante um período desafiador, sustentada em políticas macroeconômicas e em marcos institucionais de políticas muito sólidos".

erl/mr/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos