Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,91
    +0,71 (+0,91%)
     
  • OURO

    1.765,60
    +1,90 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    16.850,16
    +611,40 (+3,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    400,58
    +11,85 (+3,05%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.097,11
    -107,57 (-0,59%)
     
  • NIKKEI

    27.834,86
    -192,98 (-0,69%)
     
  • NASDAQ

    11.532,25
    +7,50 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4686
    +0,0120 (+0,22%)
     

FMI diz que perspectiva econômica global está ficando "mais sombria" e riscos são abundantes

Sede do FMI em Washington

Por Andrea Shalal

WASHINGTON (Reuters) - A perspectiva econômica global é ainda mais sombria do que o projetado no mês passado, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI) no domingo, citando uma queda constante nas pesquisas de índices dos gerentes de compras nos últimos meses.

O fundo citou como motivos o aperto da política monetária desencadeada pela inflação alta e ampla, o fraco impulso de crescimento na China e interrupções contínuas no fornecimento e insegurança alimentar devido à invasão russa na Ucrânia.

No mês passado, o FMI cortou sua previsão de crescimento global de 2023 para 2,7%, ante uma previsão anterior de 2,9%.

Em um blog preparado para uma cúpula de líderes do G20 na Indonésia, o FMI disse que indicadores recentes de alta frequência "confirmam que as perspectivas são mais sombrias", principalmente na Europa.

A instituição afirmou que os índices de gerentes de compras recentes, que medem a atividade de manufatura e serviços, sinalizaram fraqueza na maioria das 20 principais economias do G20, com a atividade econômica indicando contração enquanto a inflação permanece alta.

"As leituras para uma parcela crescente de países do G20 caíram de território expansionista mais cedo neste ano para níveis que sinalizam contração", disse o FMI, acrescentando que a fragmentação global somou-se a "uma confluência de riscos negativos".

"Os desafios que a economia global está enfrentando são imensos e o enfraquecimento dos indicadores econômicos apontam para mais desafios à frente", disse o FMI, acrescentando que o atual ambiente é "extraordinariamente incerto".

(Reportagem de Andrea Shalal)