Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,85
    -0,20 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.785,90
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    50.607,79
    -53,46 (-0,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.306,87
    -14,41 (-1,09%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    24.090,02
    +106,36 (+0,44%)
     
  • NIKKEI

    28.791,64
    +336,04 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    16.366,75
    +48,75 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3449
    +0,0052 (+0,08%)
     

FMI diz que Covid pode se tornar problema endêmico para África

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- O crescimento econômico na África Subsaariana ficará abaixo do PIB mundial em parte devido à lenta distribuição de vacinas contra a Covid-19, e mais atrasos na imunização aumentam as chances de a doença se tornar um problema endêmico, de acordo com o Fundo Monetário Internacional.

Most Read from Bloomberg

A economia regional deve se expandir 3,7% este ano, depois de encolher 1,7% em 2020, quando as restrições para frear a propagação do coronavírus pesaram sobre a atividade e o comércio, disse o Fundo na quinta-feira em seu cenário econômico para a África Subsaariana. A recuperação será mais lenta do que em economias avançadas, e a divergência no crescimento deve persistir até 2023, disse Abebe Aemro Selassie, diretor do departamento da África do FMI, em entrevista em 18 de outubro.

“Em vez de recuperar o atraso e diminuir a diferença de renda, a região ficará aquém de onde estava antes da pandemia”, disse. A perspectiva reflete o acesso desigual às vacinas e “diferenças marcantes” na disponibilidade de apoio de políticas, segundo o FMI.

A África é a região com a menor taxa de vacinação do mundo, com apenas 5,23% de 1,2 bilhão de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid-19, segundo dados do Centro Africano para Controle e Prevenção de Doenças. O cenário-base do FMI assume que apenas alguns países da África Subsaariana alcançarão ampla disponibilidade de vacinas antes de 2023, embora a demanda por doses de reforço em economias avançadas possa comprometer a oferta, disse.

“Mais atrasos na distribuição deixariam a África Subsaariana exposta a novas cepas mais virulentas do vírus, reforçando a perspectiva de que a Covid-19 acabará se tornando um problema endêmico permanente na região - inevitavelmente pesando sobre a confiança, o crescimento, e força da recuperação”, segundo o FMI.

Uma doença endêmica internacional que interfira nas atividades de empresas e famílias e afete programas regionais de vacinação poderia reduzir o PIB da África Subsaariana em 1,5% nos quatro anos a partir de 2022, de acordo com o credor.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos