Mercado abrirá em 5 h 44 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,57
    -0,48 (-0,74%)
     
  • OURO

    1.689,00
    +11,00 (+0,66%)
     
  • BTC-USD

    53.735,39
    +2.813,32 (+5,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.082,56
    +58,35 (+5,70%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.524,68
    -16,15 (-0,06%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.383,25
    +86,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

FMI apela para que Rússia reduza juros em 2021

Alexander Marrow e Andrey Ostroukh
·1 minuto de leitura
Pessoas caminham em uma rua em Moscou

Por Alexander Marrow e Andrey Ostroukh

MOSCOU (Reuters) - A Rússia deveria considerar corte de sua taxa básica de juros em 50 pontos-base neste ano para evitar que a inflação caia abaixo da meta de 4% do banco central, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta terça-feira.

O banco central do país reduziu os juros para uma mínima recorde no ano passado e deve manter sua taxa básica em 4,25% nesta sexta-feira, com a aceleração da inflação e um rublo enfraquecido limitando o espaço para mais flexibilização monetária, mostrou uma pesquisa da Reuters.

O banco central espera que a inflação, que acelerou para 5,2% em janeiro, atinja seu pico em fevereiro. O FMI atribuiu a inflação atualmente acima da meta a pressões de curto prazo causadas pelo rublo fraco, mas disse esperar que a inflação caia para 3,5% no final de 2021 sem flexibilização monetária.

A fim de responder melhor a choques futuros, o FMI disse que a redução da taxa básica para 3,75% é necessária neste ano, embora isso possa trazer riscos inflacionários.