Mercado fechará em 34 mins

FMI anuncia ajuda de US$ 4,5 bilhões a Bangladesh

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou nesta quarta-feira (9) que chegou a um acordo preliminar com Bangladesh para uma ajuda de 4,5 bilhões de dólares ao país.

Uma delegação do FMI e funcionários do governo de Dacca "chegaram a um acordo para apoiar as políticas econômicas de Bangladesh" com um total de 4,5 bilhões de dólares, afirmou a instituição internacional em um comunicado.

O acordo ainda depende da aprovação da direção do FMI.

Essas medidas "têm o objetivo de restabelecer a estabilidade macroeconômica para proteger as pessoas vulneráveis, ao mesmo tempo em que favorecem mudanças estruturais para apoiar um crescimento forte, inclusivo e verde", afirma o comunicado.

Também deve permitir "ampliar a margem de manobra fiscal para financiar as prioridades climáticas identificadas pelas autoridades", acrescentou o FMI.

Assim como outros países pobres, Bangladesh foi muito afetado pelo aumento expressivo nos preços mundiais dos alimentos e da energia após a invasão russa da Ucrânia em fevereiro.

Bangladesh solicitou ajuda ao FMI no início do ano.

Nos últimos meses, este país do sul da Ásia enfrentou longos cortes de energia elétrica, pois o governo tem dificuldades para estocar diesel e gás para suprir a demanda.

A frágil situação financeira foi agravada por inundações sem precedentes no nordeste do país.

Mais de sete milhões de pessoas foram afetadas e os danos representam um custo de 10 bilhões de dólares, segundo as estimativas do governo.

stu/slb/lth/sr/mab/mar/fp