Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.528,97
    +456,35 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,77
    -0,90 (-1,44%)
     
  • OURO

    1.784,40
    +6,00 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    54.475,52
    -1.696,66 (-3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.239,13
    +4,72 (+0,38%)
     
  • S&P500

    4.134,94
    -28,32 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    33.821,30
    -256,33 (-0,75%)
     
  • FTSE

    6.892,08
    +32,21 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.768,75
    -25,50 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6692
    -0,0333 (-0,50%)
     

FMI alerta para impacto de surpresas do Fed em emergentes

Eric Martin
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Fundo Monetário Internacional alertou que um possível aperto repentino da política monetária do Federal Reserve poderia estimular o aumento dos juros e saídas de capital de mercados emergentes, o que destaca a necessidade de uma comunicação clara dos bancos centrais.

A alta das taxas de juros de mercado nos EUA até agora foi impulsionada por notícias positivas sobre as perspectivas econômicas e vacinas contra a Covid-19, o que tende a aumentar as entradas de recursos e reduzir os spreads da dívida denominada em dólar para a maioria dos mercados emergentes, disse o FMI na segunda-feira em um capítulo analítico de seu World Economic Outlook.

O Fed disse que planeja manter as taxas de juros próximas de zero até que a economia dos EUA alcance o pleno emprego e a inflação esteja na trajetória para ficar acima de 2% por algum tempo. Mas, se os bancos centrais de economias avançadas sinalizarem de repente uma preocupação maior com os riscos de inflação, o mercado global poderia registrar um aperto surpreendente das condições financeiras, semelhante à turbulência ocorrida em 2013, escreveram Philipp Engler, Roberto Piazza e Galen Sher, economistas do FMI.

“Surpresas na política monetária”, conforme medido pelo aumento das taxas de juros em dias de decisão regularmente programados do Fed, revelaram que, para cada alta de 1 ponto percentual nos juros dos EUA, as taxas de longo prazo sobem um terço de um ponto percentual no mercado emergente médio, disseram os autores em post de um blog que acompanha o relatório. O aumento é de dois terços de um ponto percentual nos mercados emergentes com notas de crédito de grau especulativo mais baixas, disse o FMI.

Para evitar a deterioração da confiança dos investidores em mercados emergentes, bancos centrais de economias avançadas podem fornecer comunicações claras e transparentes sobre a política monetária futura em diferentes cenários, disse o FMI. O Fundo citou a orientação do Fed sobre as pré-condições para um aumento dos juros como exemplo. O FMI disse que orientações adicionais do Fed sobre possíveis cenários futuros seriam úteis.

O FMI, que divulgará na terça-feira as principais previsões do World Economic Outlook, alertou na semana passada que a economia global corre risco de ser abalada ainda mais pela pandemia e pediu aos formuladores de políticas que limitem o impacto. O Fundo e o Banco Mundial iniciam nesta segunda-feira as reuniões virtuais de primavera.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.