Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.947,22
    +24,31 (+0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Fluxo cambial no Brasil fica positivo em US$1,254 bi em outubro, diz BC

Nota de dólar

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil recebeu ingresso líquido de 1,254 bilhão de dólares pelo câmbio contratado no mês passado, informou o Banco Central nesta quarta-feira, registrando saldo positivo tanto pelo lado financeiro quanto pelo comercial e marcando o melhor resultado para outubro em cinco anos.

O superávit foi o melhor para qualquer mês desde julho (+1,834 bilhão de dólares) e a entrada líquida mais intensa para outubro desde 2017 (+3,912 bilhões de dólares). No mesmo período do ano anterior, o fluxo cambial mensal havia ficado positivo em 766 milhões de dólares.

A conta financeira ganhou 506 milhões de dólares em termos líquidos em outubro, bem abaixo do ingresso de 3,119 bilhões de dólares que havia sido registrado no mesmo período de 2021.

Já pelo lado comercial, o saldo ficou positivo em 748 milhões de dólares, forte contraste em relação ao rombo de 2,353 bilhões visto em outubro do ano passado.

Os dados do Banco Central também mostraram que o fluxo cambial no Brasil ficou negativo em 1,549 milhão de dólares nos três primeiros dias úteis de novembro.

Até agora em 2022, o fluxo cambial está positivo em 17,041 bilhões de dólares.

(Por Luana Maria Benedito)