Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.639,22
    -8,77 (-0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.594,82
    -203,56 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,42
    +0,14 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.766,50
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    61.535,15
    +642,61 (+1,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.431,53
    -20,11 (-1,39%)
     
  • S&P500

    4.481,84
    +10,47 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    35.220,54
    -74,22 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.409,75
    +78,75 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    29.025,46
    +474,56 (+1,66%)
     
  • NASDAQ

    15.270,00
    +135,50 (+0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3929
    -0,0109 (-0,17%)
     

Fluxo cambial fica negativo pela 1ª vez em 4 meses em setembro, mostra BC

·1 minuto de leitura
Fluxo cambial fica negativo pela 1ª vez em 4 meses em setembro, mostra BC

Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O saldo mensal de entradas e saídas de dólares pelo câmbio contratado no Brasil ficou em setembro negativo pela primeira vez em quatro meses, pressionado pela conta financeira, mostraram dados do Banco Central nesta quarta-feira.

O fluxo cambial mostrou déficit de 1,170 bilhão de dólares em setembro, depois de superávits em agosto (3,709 bilhões de dólares), julho (831 milhões de dólares) e junho (4,449 bilhões de dólares). Em maio, houve saída líquida de 1,821 bilhão de dólares.

O número geral do mês passado foi prejudicado por um aumento de quase 30% nas saídas brutas de recursos pela conta financeira --por onde passam fluxos relacionados a investimentos em portfólio e empréstimos, entre outros. Com isso, a diferença entre compras e vendas pelo lado financeiro ficou negativa em 3,975 bilhões de dólares, contra sobra de 2,577 bilhões de dólares vista em agosto.

O fluxo cambial total só não foi pior porque as operações comerciais mostraram saldo positivo de 2,805 bilhões de dólares, pela combinação de leve aumento de 2,1% nas exportações e queda de 6,5% na contratação de importação.

Os dados do BC mostraram ainda que no dia 1º de outubro o fluxo cambial registrou expressiva saída líquida de 971 milhões de dólares.

No acumulado de 2021, o saldo ainda é positivo em 17,741 bilhões de dólares, contra déficit de 18,774 bilhões de dólares um ano antes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos