Mercado abrirá em 8 h 19 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,63
    +2,14 (+2,69%)
     
  • OURO

    1.672,00
    0,00 (0,00%)
     
  • BTC-USD

    19.114,17
    -201,82 (-1,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,59
    -8,84 (-1,99%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.018,62
    -204,21 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    26.038,51
    +101,30 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    10.979,00
    -56,50 (-0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

Fluxo cambial ao Brasil é o mais fraco para agosto em 3 anos--BC

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou ingresso líquido de 217 milhões de dólares pelo câmbio contratado em agosto, pior desempenho desde maio e o mais fraco para o mês em três anos, com as operações financeiras emendando o sexto mês consecutivo no vermelho, segundo dados do Banco Central divulgados nesta quinta-feira.

A conta financeira teve saldo negativo de 828 milhões de dólares --o pior para o mês desde 2020--, elevando a debandada acumulada desde março para 19,463 bilhões de dólares.

As operações comerciais mostraram superávit de 1,045 bilhão de dólares. Mesmo no azul, o número é o mais modesto para o mês desde 2014.

O BC informou ainda que nos dois primeiros dias de setembro o fluxo cambial ficou positivo em 422 milhões de dólares.

No acumulado de 2022, o superávit é de 21,607 bilhões de dólares, ante o de 21,016 bilhões de dólares de um ano antes.

(Por José de Castro)