Mercado fechado

Fluminense já observa garotos e pode ter várias novidades da base em 2021

LANCE!
·3 minuto de leitura


O Fluminense já passou dos 20 jogadores formados em Xerém utilizados ao longo desta temporada, mas pode acrescentar mais um nome a esta lista. Sem Felippe Cardoso, em isolamento após testar positivo para Covid-19, o atacante Samuel "Granada" foi integrado ao elenco principal para iniciar a preparação para o duelo com o Goiás, no próximo domingo, às 20h30. O jovem é apenas mais um dos atletas do Sub-23 que estão junto aos profissionais e podem ser novidade não só neste Brasileirão, mas também no restante de 2021.

> Fluminense chega a 86 gols e 22 jogadores diferentes balançando a rede na temporada; veja a lista

A informação sobre a integração de Samuel foi dada inicialmente pelo "ge". Ele se junta ao atacante John Kennedy, além do lateral-direito Daniel Lima, o zagueiro Luan Freitas, o lateral-esquerdo Raí e o volante Nascimento, todos do time de Aspirantes e à disposição de Marcão. Vale lembrar que o Sub-23 está de férias depois da eliminação na semifinal do Brasileirão da categoria e iniciará no próximo mês a preparação para o Campeonato Carioca. Com a pouca diferença entre o fim de uma temporada e o início da outra, o Flu optou por entrar com os mais jovens no Estadual.

Além de ter mais tempo para descansar o time principal ou para colocar a força total na pré-Libertadores, dependendo dos resultados no Brasileiro, a utilização dos Aspirantes no Carioca se dá pela necessidade do Fluminense de reforçar o elenco sem ter dinheiro. Com uma avaliação positiva do primeiro ano de projeto, a tendência é que alguns jovens já subam para tentar ganhar espaço. Inclusive, jovens como Martinelli, Calegari, Luiz Henrique e o próprio John Kennedy são exemplos dessa integração bem sucedida.

VEJA E SIMULE A TABELA DO BRASILEIRÃO

Com relação a Samuel, ele é uma das grandes joias do Fluminense. Em 2019, foi vice-artilheiro do Sub-20, ficando atrás apenas de Evanilson. Nesta temporada, soma 10 gols e uma multa rescisória de 30 milhões de euros (cerca de R$ 189 milhões) no contrato até o fim de 2022. O jogador já era observado pela comissão técnica há algum tempo e quase foi relacionado para o jogo contra o Sport, terminado com vitória por 1 a 0 do Tricolor.

Podendo perder atletas em fim de contrato definitivamente, como Hudson, Felippe Cardoso e Caio Paulista, todos com vínculo apenas até fevereiro, além de Wellington Silva, com proposta do Japão e contrato até junho, o Fluminense já começa a olhar o mercado para projetar o restante do ano. As carências são várias e as posições vistas como prioridade devem ser a lateral-esquerda, o meio-campo e o ataque.

Além dos atletas já citados que foram integrados ao profissional, o Fluminense, como sempre, está de olho nas categorias Sub-20 e Sub-17. Esta segunda, inclusive, tem uma das gerações mais talentosas de Xerém, é atual campeã brasileira e disputa a decisão da Copa do Brasil. Portanto, nomes como Kayky, Metinho, Matheus Martins, entre outros, vão entrando no radar.

O Fluminense é o sétimo colocado do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos, e sonha em retornar à Libertadores no próximo ano. Com poder financeiro limitado e, a princípio, disputando quatro competições, o Tricolor poderá aumentar ainda mais o número de jogadores da base utilizados.