Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    36.028,27
    +275,31 (+0,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Fluminense: Campeões no sub-17, Kayky e Calegari tentam manter escrita de títulos sobre Flamengo

·3 minuto de leitura

A personalidade e o talento levaram Kayky e Calegari, mesmo jovens, ao time titular do Fluminense. E os moleques de Xerém não se esquecem que até pouco tempo ainda defendiam o sub-17 do tricolor. Naquele time, em 2019, foram campeões do Carioca em uma decisão contra o Flamengo, um feito que pode ser repetir, agora na equipe principal. O jogo de ida está marcado para este sábado, às 21h05, no Maracanã.

Capitão da equipe e autor de um dos gols no jogo do título, Calegari lembra com muito carinho daquele clássico. Agora, o lateral-direito espera repetir a dose no profissional.

“Foi um jogo muito difícil, truncado e de muitos gols, o que se espera de um clássico desse tamanho. Pude fazer um gol de fora da área. Fui feliz naquele dia, fiz um gol importante. Foi só alegria, um título importante para a gente e espero que possa se repetir, agora aqui no profissional. Ter tido essa responsabilidade e oportunidade de ser o capitão foi muito gratificante para mim. Foi um dos primeiros títulos que levantei como capitão e foi muito especial, guardo com muito carinho” contou Calegari, disse em entrevista ao site oficial do Fluminense.

Em dezembro de 2019, o Fluminense foi campeão após dois jogos emocionantes. Na ida, na Gávea, vitória tricolor por 2 a 0. Na volta, no Estádio de Laranjeiras, o gol de John Kenedy nos acréscimos deu o título ao tricolor mesmo com a derrota por 4 a 3. O Fluminense é o atual campeão da categoria, já que não houve disputa em 2020 em função da pandemia.

“Fla-Flu, no profissional ou na base, tem sempre um valor muito grande, ainda mais em uma final, valendo título. O que trago daquele jogo é toda a garra e a vontade que tivemos. Vamos entrar muito concentrados, com vontade de ganhar. Estamos preparados”, garantiu Calegari.

Outro que esteve em campo naquela decisão foi Kayky, titular do time mesmo com 16 anos na época. Ele revelou que já conversou sobre o título com seus companheiros, como o próprio Calegari, além de Matheus Martins e João Neto.

“A gente fica relembrando. Falamos que foi um clássico bacana, cheio de reviravoltas. Claro que a gente lembra. Aquele foi um jogo muito difícil. Estávamos jogando em casa, com o apoio da torcida, o que nos ajudou muito. Fiquei feliz demais, foi um título importante para mim, o meu primeiro na categoria. Espero poder repetir o feito e fazer essa dobradinha. É clássico e nós precisamos fazer o nosso jogo, o que a gente vem fazendo”, disse Kayky.

Outro que pode ser campeão no Sub-17 e no profissional é John Kenedy, afastado dos treinamentos por cumprir isolamento social após contrair Covid-19. Kayky disse que tem falado com ele e espera conseguir uma vitória no Fla-Flu 432, neste sábado, para dedicar ao companheiro.

“Mandei mensagem para ele, espero que ele melhore logo e que possa voltar logo para ajudar a gente”, disse o camisa 37.