Mercado fechará em 7 hs

Flordelis | Série sobre crime que chocou o Brasil estreia no Globoplay; conheça

O Globoplay acaba de lançar mais uma produção documental sobre crimes reais: o caso Flordelis. Na série documental Flordelis: Questiona ou Adora, você vai acompanhar a investigação da ex-deputada que planejou o assassinato do próprio marido.

O caso aconteceu em 2019, quando Flordelis foi acusada pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo. Além da deputada, o crime foi planejado por parte dos 55 filhos que o casal tinha juntos, sendo quatro biológicos e o restante adotados.

Caso Flordelis: o que aconteceu?

Flordelis: Questiona ou Adora é uma série documental do Globoplay que vai mergulhar na história do assassinato do pastor Anderson do Carmo, mostrando o andamento das investigações e como foi possível descobrir quem eram os envolvidos.

O homicídio aconteceu no dia 16 de junho de 2019, quando Carmo foi atingido por mais de 30 tiros. A Operação Lucas 12 descobriu que onze familiares orquestraram a morte do pastor, entre Flordelis, a própria esposa, e cinco filhos. A compra da arma foi feita por Lucas, e os disparos pelo irmão Flávio.

Com o assassinato, a polícia descobriu diversos acontecimentos bizarros dentro da família, como o relacionamento de Simone, filha biológica de Flordelis com outro marido, com Anderson do Carmo quando os dois ainda eram adolescentes. Inclusive, Flordelis foi mãe adotiva de Anderson antes de se casarem. Simone, Flordelis e Marzy, filha adotiva do casal, tentaram diversas vezes envenenar o pastor durante cerca de um ano antes do crime.

De acordo com as investigações, a motivação foi financeira. Uma das filhas do casal relatou que Anderson era controlador com o dinheiro, e sabia que alguns filhos se beneficiariam da morte por serem os "preferidos". Simone, que tentou envenenar Anderson, também confessou já ter roubado R$ 5 mil do pastor em 2012.

Quem é Flordelis?

Na época do assassinato, Flordelis era deputada federal pelo PSD no Rio de Janeiro, eleita com quase 200 mil votos. Na década de 1990, ficou conhecida por ter vários filhos adotivos, sempre pregando a valorização da família.

A mandante do crime nasceu no Rio de Janeiro e cresceu na favela do Jacarezinho. Seu nome ganhou mais destaque na mídia quando adotou 37 crianças que fugiam de uma chacina no centro do Rio de Janeiro, mais precisamente na Central do Brasil.

Quando se casou com Anderson, fundou a Comunidade Evangélica Ministério Flordelis, sendo o marido presidente. O pastor, então, passou a controlar a igreja e a família em todos os aspectos, inclusive na alimentação e finanças. Flordelis tentou entrar na política pela primeira vez em 2004, novamente em 2016, mas só conseguiu ser eleita em 2019 como deputada federal do Rio de Janeiro.

Flordelis foi presa em agosto de 2021.

Flordelis: Questiona ou Adora

O documentário original do Globoplay é uma produção da Boutique Filmes em parceria com o jornal O Globo, através dos jornalistas Carolina Heringer e Thiago Prado. Mariana Jaspe, roteirista e diretora da série documental, conta que a abordagem da trama é a linha do tempo de 30 anos.

"Como tudo isso começou? Como essa família se formou? De onde essas pessoas vêm? Por onde elas passaram? Quem fez parte dessa trajetória? Como elas chegaram até aqui? São perguntas que tentamos responder ao longo dos seis episódios", diz Jaspe.

Flordelis: Questiona ou Adora é o resultado de uma pesquisa intensa sobre o passado de Flordelis e Anderson, contando a história com base em entrevistas com a família, policiais, testemunhas e jornalistas. Gustavo Mello, da Boutique Filmes, diz que o desafio do documentário foi construir uma narrativa de forma humana e respeitosa.

"A história de Anderson e Flordelis não envolve somente a sua figura, mas a de uma família composta por 55 filhos que tiveram suas vidas impactadas por sua presença, seja como mãe biológica, adotiva ou afetiva. A docussérie conjuga sólida investigação jornalística com um retrato íntimo dos personagens envolvidos no caso, entregando para a audiência uma história repleta de reviravoltas, intrigas, segredos e revelações periciais inesperadas", explica Mello.

A investigação do caso contou com a participação da repórter Carolina Heringer, do jornal O Globo, e a jornalista revela que a apuração foi feita em paralelo com a investigação policial para ter uma visão mais ampla do caso.

"Isso se intensificou com o início do projeto do documentário, uma vez que o espaço para contar essa história se amplia no audiovisual. Esse processo foi fundamental para que a gente conseguisse contar ao público essa história por diferentes visões e vivências de personagens que conseguimos localizar, além de fatos novos que descobrimos ao longo dessa apuração", diz a repórter.

Os dois primeiros episódios da série documental Flordelis: Questiona ou Adora já estão disponíveis no Globoplay. No total serão seis episódios, sendo dois lançados às sextas-feiras.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: