Mercado fechará em 6 h 19 min

Flexibilização do isolamento deve respeitar realidade local, diz Ministério da Saúde

Fabio Murakawa e Rafael Bitencourt
Pessoas caminham por orla do Rio de Janeiro

O secretário-executivo substituto do Ministério da Saúde, coronel Élcio Franco, disse nesta terça-feira que a flexibilização do isolamento social deve considerar a realidade de cada região.

“Essa flexibilização ou não das medidas de distanciamento ocorrem de acordo com a realidade local, com aspectos socioeconômicos e culturais. Têm que ser verificados não isoladamente, mas por região. Considerando a evolução da curva epidemiológica, a capacidade de resposta da estrutura de saúde e a dinâmica da economia e da cultura daquela região para que sejam implementadas medidas mais ou menos restritivas”, afirmou Franco, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

Leia também

O técnico do Ministério da Saúde reforçou que essa decisão cabe aos governos estaduais e às prefeituras. “A posição do ministério é a mesma que já foi definida e pacificada pelo Supremo Tribunal Federal, que cabe aos gestores municipais e estaduais a implementação dessas medidas", disse.