Mercado fechado

Flávio Bolsonaro é intimado a depor sobre vazamento de informações da PF

Flávio Bolsonaro após primeira reunião do gabinete de Jair Bolsonaro, em outubro de 2018 (Mauro Pimentel/AFP via Getty Images)

O Ministério Público Federal (MPF) do Rio de Janeiro intimou o senador Flávio Bolsonaro (Republicados-RJ) a depor em ação que investiga supostos vazamentos de uma operação da Polícia Federal em 2018.

A ação investiga a declaração do empresário Paulo Marinho, suplente de Flávio, de que o então deputado estadual do Rio de Janeiro tinha conhecimento da operação que investigava o sistema de rachadinhas que acontecia em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Leia também

A operação chamada de Furna da Onça acabou mostrando movimentação financeiras incompatíveis de Fabrício Queiroz, funcionário de longa data de Flávio. Queiroz foi preso em operação conjunta das Polícias Civis de RJ e SP nesta quinta (18).

Serão ouvidos ainda os advogados Christiano Fragoso e Ralph Hage Vianna. O primeiro, de acordo com Marinho, participou da reunião na qual o vazamento foi relatado. O segundo foi indicado para atender Queiroz.

Marinho já prestou três depoimentos sobre o caso. Um para o MPF-RJ e dois para a PF, sendo um deles no âmbito do inquérito que apura a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na corporação.

Como Flávio Bolsonaro tem foro privilegiado por ser senador, a intimação terá que ser encaminhada pelo procurador geral da República, Augusto Aras. A partir do recebimento, Flávio terá 30 dias para marcar o depoimento.

* Com informações da Folhapress

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.