Mercado abrirá em 3 h 23 min
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,70
    -3,39 (-3,68%)
     
  • OURO

    1.797,10
    -18,40 (-1,01%)
     
  • BTC-USD

    24.042,24
    -693,71 (-2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,68
    -0,60 (-0,10%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.507,04
    +6,15 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.507,25
    -70,50 (-0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1906
    -0,0129 (-0,25%)
     

Flash tem a lição perfeita para uma sequência emblemática de The Boys

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Todo mundo que já leu ou assistiu a The Boys sabe que uma das cenas mais emblemáticas acontece em um avião, quando a equipe liderada pelo Capitão Pátria falha em salvar os passageiros de um ataque terrorista — que, além de toda a violência, fica ainda mais tensa devido às referências ao fatídico 11 de Setembro. E, ainda que muitos dos “heróis” da série não se importem muito com vidas humanas, há uma edição de The Flash que serve como uma aula para Os Sete.

A série de TV de The Boys conta com um humor corrosivo e uma crítica ferrenha aos super-heróis com um deboche que até caiu bem nos dias atuais. Mas a versão original, ainda mais no contexto em que foi lançado, ultrapassava a linha entre a ironia e o choque intencional para o mau gosto mesmo — já até falamos sobre isso no Canaltech.

E, mesmo que não tenha sido uma resposta direta ao que aconteceu nos quadrinhos de The Boys, The Flash #3, de Francis Manapul e Brian Bucellato, lançado em 2011, mostra o que apenas um herói de verdade da Liga da Justiça teria feito em uma situação bem parecida. Na trama do Velocista Escarlata, uma misteriosa onda de energia — ou falta dela — coloca Central City na escuridão absoluta.

Para piorar a situação, um avião perde suas funções elétricas durante essa pane e entra em alta velocidade no perímetro urbano, rumo a uma ponte. Eis que Barry Allen, que já havia usado a Força Velocidade para vibrar suas moléculas para atravessar matéria sólida, consegue agitar os átomos aeronave na frequência ideal para fazer o mesmo com o veículo e todos que estavam dentro dele.

Flash salva uma avião em situação semelhante a The Boys (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Flash salva uma avião em situação semelhante a The Boys (Imagem: Reprodução/DC Comics)

O resultado é que o avião atravessa a ponte por completo e pousa com segurança na água, após Allen parar de vibrar as moléculas a aeronave e das pessoas que estavam dentro dela. Vale destacar que The Flash #3 foi lançada apenas três anos após The Boys #21, que foi quando apareceu a trama semelhante.

Como dito antes, a “resposta” para uma situação similar não parece ter sido intencional — e, mesmo assim, a intenção de The Boys sempre foi mesmo mostrar como seria se os super-heróis dessem errado. Mas não deixa de ser curioso ver como um integrante da Liga da Justiça realmente lidaria com algo parecido — para Superman e cia., sempre há uma maneira de salvar o dia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos