Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.812,87
    +105,11 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.729,80
    -4,24 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,82
    +0,32 (+0,35%)
     
  • OURO

    1.768,70
    -2,50 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    22.895,43
    -539,82 (-2,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    543,65
    -14,08 (-2,52%)
     
  • S&P500

    4.283,74
    +9,70 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    33.999,04
    +18,72 (+0,06%)
     
  • FTSE

    7.541,85
    +26,10 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    29.030,78
    +88,64 (+0,31%)
     
  • NASDAQ

    13.506,25
    -17,00 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2349
    +0,0211 (+0,40%)
     

Flamengo vê quantidade de títulos diminuir e fecha o ano 'só' com o Carioca e Super Copa do Brasil

·1 min de leitura

RIO - “Para ser sincero, eu nem lembrava mais como é perder um título. Dói muito”, disse Gabigol, em entrevista coletiva, após a derrota do Flamengo para o Palmeiras na final da Libertadores. Desde 2019, quando chegou ao clube, o atacante conquistou nove títulos com a camisa rubro-negro, mas este ano foi de longe o pior. Em quantidade e na importância dos títulos.

No ano de estreia de Gabigol, quando o Flamengo também contratou Jorge Jesus, o clube conquistou a tríplice coroa. Ganhou com folga o Carioca e o Brasileiro; e apesar de ter sofrido na final da Libertadores para o River Plate e nas quartas contra o Emelec, teve uma competição tranquila.

Em 2020, o time faturou quatro títulos, o que chamam de quadrupla coroa. Voltou a levar o Carioca e o Brasileiro (em uma campanha não tão mar de rodas quanto a do ano anterior) e outros dois títulos de menor expressão: a Recopa Sul-Americana e a Super Copa do Brasil, que são respectivamente, um jogo de ida e volta entre o vencedor da Libertadores e da Copa Sul-Americana; e um jogo entre o campeão brasileiro e o campeão da Copa do Brasil.

Em 2021, a maré de títulos começou a abaixar. Neste ano, Gabigol levantou apenas dois troféus, o de Campeão Carioca e o da Super Copa do Brasil, cujo Flamengo ganhou justamente em cima do Palmeiras, nos pênaltis. Agora, resta apenas o Campeonato Brasileiro para as competições do ano terminarem. E caso não aconteça uma hecatombe com o Atlético-MG, o Flamengo não tem chances de conquistar o título.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos