Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.681,95
    -1.053,05 (-0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.815,90
    -204,15 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,93
    +1,43 (+1,73%)
     
  • OURO

    1.794,60
    +12,70 (+0,71%)
     
  • BTC-USD

    60.663,48
    -2.487,64 (-3,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.448,77
    -54,26 (-3,61%)
     
  • S&P500

    4.544,93
    -4,85 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.679,94
    +76,86 (+0,22%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.353,25
    -125,50 (-0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5626
    -0,0184 (-0,28%)
     

Flamengo luta por vaga na final da Libertadores contra o Barcelona em Guayaquil

·3 minuto de leitura
Bruno Henrique (dir.) comemora após marcar seu segundo gol contra o Barcelona do Equador, no jogo de ida da semifinal da Libertadores, no Maracanã, no Rio de Janeiro, em 22 de setembro de 2021 (AFP/Silvia Izquierdo)

O Flamengo, blindado por dois gols de vantagem, vai buscar nesta quarta-feira a vaga na final da Libertadores-2021 em Guayaquil, diante do valente Barcelona do Equador, que o pressionou no jogo de ida.

O time carioca, que venceu o torneio em 1981 e 2019, está perto da decisão que será disputada em jogo único no dia 27 de novembro, no Estádio Centenário, em Montevidéu, graças à dobradinha de Bruno Henrique na vitória de 2 a 0 sobre os 'toreros' no Maracanã.

"Muita gente acha que não, mas é uma boa vantagem para o segundo jogo", disse o técnico rubro-negro Renato Gaúcho.

Uma vitória, um empate e até uma derrota por um gol de diferença levarão o Flamengo a uma terceira final de Libertadores. Já a equipe 'canario' ficou com o vice em 1990 e 1998.

"O Barcelona não veio aqui como convidado, chegou por mérito e derrotou grandes equipes", considerou o treinador brasileiro.

O time equatoriano tem a missão de superar de forma épica o revés de uma semana atrás e também luta pela sua terceira final depois de perder para o paraguaio Olímpia em 1990 e o Vasco em 1998.

"Estamos felizes, mas cientes da responsabilidade que temos”, disse o técnico da equipe de Guayaquil, o argentino Fabián Bustos.

- Treino de pênaltis -

A equipe 'canario' tem uma missão difícil, já que vai precisar vencer por três gols de diferença para ir à final ou forçar a decisão nos pênaltis com um empate no agregado.

Bustos não descartou esta última alternativa e determinou o treino de penalidades máximas "porque é uma possibilidade" para ser finalista. "Sonhamos com isso e esperamos chegar lá", observou.

Ele tampouco acha impossível reverter a vantagem do Flamengo, que contou com a brilhante atuação de Diego Alves, auxiliado por David Luiz. O goleiro conseguiu evitar o gol equatoriano no Maracanã onde os 'toreros' mostraram uma certa fragilidade da defesa rubro-negra.

O goleiro "teve uma ótima atuação. Dei os parabéns a ele e ao grupo no vestiário", disse Renato.

O Flamengo, que chegou a Guayaquil nesta segunda-feira, recuperou duas peças-chave do elenco após superar os problemas físicos do lateral-esquerdo Filipe Luis e do meia uruguaio Arrascaeta.

- O "mais importante" -

Bustos, um ex-meia que jogou por clubes da Argentina, Uruguai, Bolívia e Equador, depositou suas esperanças no time de Guayaquil de conquistar um título internacional.

"É o jogo mais importante da minha vida. Sabemos que podemos conseguir algo muito grande para o Barcelona", disse o argentino, que como treinador dirigiu apenas times equatorianos desde 2009 e foi campeão da campeonato nacional com o Delfín (em 2019) e Barcelona (2020).

Ele está convencido de que poderá vencer o duelo, ainda mais com o apoio da torcida que volta pela primeira vez a um estádio de Guayaquil após as restrições devido à pandemia que vigoraram por 18 meses, embora com capacidade reduzida para 30% de um total de 57.000 pessoas no estádio Monumental.

A partida está marcada para as 21h30 (horário de Brasília), com arbitragem do chileno Roberto Tobar, e seus assistentes Christian Schiemann e Claudio Ríos.

Possíveis escalações:

Barcelona: Javier Burrai - Byron Castillo, Luis León, Williams Riveros, Mario Pineida - Leandro Martínez, Bruno Piñatares, Damián Díaz, Michael Carcelén - Adonis Preciado e Gonzalo Mastriani. Técnico: Fabián Bustos.

Flamengo: Diego Alves - Mauricio Isla, Rodrigo Caio, David Luiz, Filipe Luis - Everton Ribeiro, Willian Arão, Vitinho, Arrascaeta - Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Renato Gaúcho.

dsl/sp/ol/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos