Mercado fechado
  • BOVESPA

    96.582,16
    +1.213,40 (+1,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.801,37
    -592,34 (-1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    36,28
    +0,11 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.868,10
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    13.558,23
    +127,55 (+0,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    265,83
    +23,16 (+9,54%)
     
  • S&P500

    3.310,11
    +39,08 (+1,19%)
     
  • DOW JONES

    26.659,11
    +139,16 (+0,52%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.535,90
    -50,70 (-0,21%)
     
  • NIKKEI

    23.183,54
    -148,40 (-0,64%)
     
  • NASDAQ

    11.176,25
    -166,50 (-1,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7486
    +0,0030 (+0,04%)
     

Flamengo escancara limitações do Corinthians e arranca para o bi

Alexandre Praetzel
·2 minutos de leitura
Éverton Ribeiro comemora seu gol na goleada de 5 a 1 sobre o Corinthians. Foto: Daniel Vorley/AGIF
Éverton Ribeiro comemora seu gol na goleada de 5 a 1 sobre o Corinthians. Foto: Daniel Vorley/AGIF

O Flamengo atuou com muita naturalidade na Neo Química Arena e goleou o Corinthians por 5 a 1. Desde o início, o rubro-negro foi superior, ganhando o meio-campo e aproveitando a qualidade técnica de Éverton Ribeiro, Thiago Maia, Gerson e Vitinho. A virada de 1 a 0 no placar acabou sendo pequena, apesar de Camacho ter acertado a trave de Hugo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

No segundo tempo, o cenário se modificou com a vantagem flamenguista aumentando também na parte tática. Vagner Mancini não voltou com mudanças e viu o adversário abrir 3 a 0 com uma certa facilidade numa conclusão de Vitinho e num cabeceio de Nathan, em erros de Fagner e Cássio. Só depois deste prejuízo, Mancini colocou Luan, Cazares e Mantuan. Os dois primeiros não podem ser reservas deste time limitado, mesmo que não estejam em boas fases. Obviamente, o Corinthians cresceu, incomodou Hugo e descontou com Gil, além de perder chances com Cazares e Luan.

A pequena evolução corintiana não atingiu o Flamengo, que chegou ao quarto gol com jogo coletivo e técnico, em cruzamento de Isla, toque de Pedro e conclusão de Bruno Henrique. Ainda houve tempo para Diego fazer o quinto gol, sozinho dentro da área. Uma goleada contundente e correta pelo que as duas equipes fizeram nos 1105 minutos. Os desempenhos escancararam uma diferença abissal entre os dois, neste momento.

O quadro é bem definido. Enquanto o Corinthians irá sofrer na parte de baixo da classificação, o Flamengo está voltando à normalidade para retomar o favoritismo e ser bicampeão brasileiro. Há muito tempo que não havia um espaço tão grande entre as duas instituições, em todos os sentidos.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos