Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.866,28
    +1.407,63 (+4,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Flamengo domina o América-MG, vence e segue com 100% de aproveitamento no Brasileiro

·1 minuto de leitura

Dizer que a partida entre Flamengo e América-MG foi uma disputa é exagero. Dá a impressão de que houve a chance dos dois lados vencerem, o que não aconteceu. No Maracanã, apareceu apenas o amplo domínio rubro-negro, que bateu o Coelho por 2 a 0 em uma das atuações mais soberanas da temporada. O placar não reflete a superioridade dos cariocas, que emplacaram o 15º jogo de invencibilidade e segue com 100% de aproveitamento no Brasileiro.

Não é surpresa e nem absurdo afirmar que a equipe mista do Flamengo é superior a titular do América-MG. Independentemente dos desfalques, o rubro-negro se mostrou superior tecnicamente e taticamente durante todos os 90 minutos. O trabalho ainda foi facilitado devido a estratégia adotada por Lisca, que optou por não escalar um ‘9’ fixo no ataque.

Virou um monólogo. O América-MG não conseguia reter a bola no ataque e o Flamengo dominou amplamente todos os setores. Poderia ter aberto o placar em pênalti sofrido por Bruno Henrique logo no início da partida, mas o VAR assinalou impedimento no lance. Minutos depois, porém, o camisa 27 recebeu belo passe de Vitinho para bater na saída do goleiro e abrir o placar.

Houve um momento em que o rubro-negro chegou a ter 71% de posse de bola. No número de finalizações, mais que o dobro a favor do Flamengo já no segundo tempo. Até demorou para Rodrigo Muniz bater bonito para ampliar o marcador

Poderia ter sido maior a vitória, mas o Flamengo pecou ao enfeitar demais na hora de chutar. Michael teve duas chances para arriscar, mas preferiu o drible. Vitinho arriscou, mas mandou por cima. Gerson acertou a trave. Por outro lado, o América-MG pouco assustou. Sinal de uma vitória tranquila.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos