Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.511,67
    -418,59 (-0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Fitch diz que alta de casos de Covid-19 e lenta vacinação no Brasil aumentam incerteza sobre economia

·1 minuto de leitura
Mulher é vacinada contra Covid-19 em Duque de Caxias, RJ

(Reuters) - A agência de classificação de risco Fitch Ratings disse nesta quinta-feira que o "forte" crescimento dos casos de Covid-19 e o ritmo lento de vacinação no Brasil trazem incertezas quanto ao tempo necessário para afrouxamento das restrições de mobilidade e apoio à recuperação econômica.

A avaliação foi feita em relatório sobre os impactos no setor de shopping centers decorrentes das medidas restritivas à mobilidade para combate à segunda onda da pandemia no país.

Na quarta-feira, o Brasil registrou acumulado de mais de 14,1 milhões diagnósticos do vírus desde o início da crise sanitária, com mais de 381 mil mortes em decorrência da doença.