Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,30 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.872,00
    +31,80 (+1,73%)
     
  • BTC-USD

    35.037,60
    +637,62 (+1,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    694,68
    -5,94 (-0,85%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.290,50
    +305,00 (+2,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4052
    -0,0934 (-1,44%)
     

Fiscal de supermercado Carrefour que filmou agressão a João Alberto é presa, diz Rádio Gaúcha

O Globo
·1 minuto de leitura
Reprodução

RIO - A fiscal Adriana Alves Dutra, que presenciou a morte de João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, no supermercado Carrefour, na noite da última quinta-feira, foi presa esta terça-feira, segundo informações da Polícia Civil obtidas pela Rádio Gaúcha.

Adriana apresentou-se no Palácio da Polícia acompanhada por seu advogado. Ela filmou os vigilantes Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva espancarem João Alberto até a morte. Também aparece reclamando com um motoboy ao ver que ele gravava a cena, ameaçando "queimá-lo" na loja.

Em depoimento à polícia, ela disse que estava no setor de bazar quando foi chamada para atender a situação de um cliente que haveria se desentendido com uma funcionária. Seria, no caso, João Alberto, que teria conversado com uma vigia vestida de preto. A vigia distanciou-se do cliente, e afirmou, em seu depoimento, que ele tinha um "olhar intimidador", de quem parecia que buscava começar uma briga. Neste momento, João Alberto foi escoltado pelos vigilantes e por Adriana para o estacionamento.

Mais informações em breve.