Mercado fechará em 1 h 24 min

Firefox para Android agora combate anúncios que perseguem o usuário pela web

Rubens Eishima
·2 minutos de leitura

Recurso adotado na versão 79 do Firefox para desktop, a proteção aprimorada contra rastreamento de sites começou a ser disponibilizada no navegador para o sistema Android. A novidade adiciona uma camada extra de proteção contra serviços que rastreiam a navegação do usuário — recurso usado, por exemplo, para oferecer anúncios com base nas buscas feitas e sites visitados.

A proteção contra rastreamento do Firefox está disponível desde o ano passado no navegador, mas a ferramenta podia ser driblada com um simples truque: alguns sites que registram o comportamento do usuário utilizavam uma página intermediária para registrar origem e destino da navegação, redirecionando o usuário sem que ele percebesse. A técnica permitia contornar a proteção que impede que páginas externas guardem arquivos para rastreamento.

Serviços usam páginas intermediárias (e invisíveis) para rastrear a navegação do usuário (imagem: reprodução/Mozilla)
Serviços usam páginas intermediárias (e invisíveis) para rastrear a navegação do usuário (imagem: reprodução/Mozilla)

Na versão 2.0 do sistema de proteção aprimorada do Firefox, sites que usam o redirecionamento de páginas para espionar a navegação do usuário terão seus arquivos apagados a cada 24 horas no Firefox.

Assim, páginas que registram histórico de buscas e/ou páginas visitadas não funcionarão normalmente, impedindo casos de buscas por produtos que provocam uma avalanche de anúncios semelhantes em páginas não relacionadas.

Segundo a Mozilla, a remoção será aplicada apenas a serviços conhecidos que usam a técnica, não afetando o uso de páginas como serviço de e-mail ou redes sociais.

Como ativar a proteção contra redirecionadores

Antes de mais nada, atualize o navegador Firefox (Play Store). Depois basta seguir os passos abaixo:

Passo 1

Toque no ícone de escudo ao lado do endereço da página.

Posição da barra pode variar (imagem: Rubens Eishima/Canaltech)
Posição da barra pode variar (imagem: Rubens Eishima/Canaltech)

Passo 2

No menu que surge, toque em “Configurações de proteção”.

Opção está no final do menu (imagem: Rubens Eishima/Canaltech)
Opção está no final do menu (imagem: Rubens Eishima/Canaltech)

Passo 3

Confirme se a “Proteção aprimorada contra rastreamento” está ativada, depois marque a opção “Rigoroso”.

É possível definir sites liberados do recurso (imagem: Rubens Eishima/Canaltech)
É possível definir sites liberados do recurso (imagem: Rubens Eishima/Canaltech)

De acordo com a Mozilla, a proteção não deve afetar sites que não rastreiam a navegação. Caso encontre algum problema, basta seguir os passos para desativar o recurso ou ajustar o nível de proteção adotado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: