Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    45.345,70
    -1.283,62 (-2,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Firefox 85 para Android já pode exibir filmes e séries de Netflix e Prime Video

Redação
·2 minuto de leitura

Novamente, o Firefox 85 teve sua capacidade de exibição de conteúdo licenciado habilitada. Versões anteriores do navegador deixaram de ter a função, mas a a atualização do app para Android voltou a reproduzir filmes, séries ou vídeos protegidos por direitos autorais de serviços de streaming, como os da Netflix e Amazon Prime Video, através do Widevine DRM.

O pequeno patch permite que usuários do Firefox 85 dispensem o uso de apps de streaming por assinatura e continuem aproveitando a plataforma — neste caso, limitado a 720p — direto do navegador, sem violar os direitos autorais.

Para aproveitar o recurso, é necessário estar na versão mais recente do app da Mozilla e, já dentro da conta assinante da plataforma de streaming desejada, acessar um dos filmes ou vídeos disponíveis. De lá, o Widevine DRM perguntará se o usuário autoriza a exibição do conteúdo restrito e basta apenas confirmar.

(Imagem: Captura de tela/Canaltech)
(Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Por padrão, a ferramenta perguntará se o usuário deseja reproduzir a mídia em cada ocasião que a página sinalizar a proteção DRM. Entretanto, é possível alterar essa característica direto do menu de configurações: dentro de “Permissões de sites”, encontre a opção "Conteúdo controlado por direitos autorais" — dá para bloquear, “perguntar se deve permitir”, ou autorizar em qualquer cenário.

Pelo recurso, usuários podem utilizar o navegador como alternativa para poupar espaço de armazenamento do celular e ainda assistir a filmes e séries disponibilizados em plataformas de streaming compatíveis — mas precisariam se contentar com a exibição na resolução HD.

Ao lado dessa novidade, a atualização introduziu correções ao carregamento de páginas armazenadas em “Coleção”, agora puxadas diretamente da internet — e não mais do cache, como estava acontecendo e provocando erros; correção no gerenciamento de memória de trabalho, minimizando engasgos na alternância de abas em uso e extensões compatíveis podem ser instaladas diretamente do site oficial de add-ons da Mozilla.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: