Fipe: relação entre etanol e gasolina recua para 68,59%

A relação entre os preços do etanol e da gasolina ficou menor na segunda semana de dezembro ante a primeira, passando de 68,85% para 68,59%, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). "Ainda está valendo a pena abastecer com etanol", disse o coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), Rafael Costa Lima. O movimento chegou a surpreender o economista que, diante da arrancada nos preços do etanol já na primeira leitura do IPC, acreditava numa tendência de alta para esta relação. "Vamos ver se é algo apenas pontual", disse, lembrando que a relação ainda continua próxima da marca de 70%.

Para especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a etanol é de 70% do poder dos motores a gasolina. Entre 70% e 70,50%, é considerada indiferente a utilização de gasolina ou etanol no tanque.

No IPC-Fipe da segunda quadrissemana de dezembro, os preços do etanol avançaram 3,46%, ante 2,25% na apuração anterior, e os da gasolina também subiram no período, de 0,14% para 0,23%. Estes itens pesaram na trajetória do grupo Transportes, de 0,19% para 0,25%.

Carregando...