Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    34.271,61
    -1.405,57 (-3,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Fiocruz paralisa produção de vacinas contra COVID-19 por falta de insumos

·1 minuto de leitura

No último dia 10, o presidente do Instituto Butantan afirmou que os atrasos na chegada de insumo farmacêutico ativo (IFA), importado da China, poderiam trazer impactos não só na fabricação da CoronaVac aqui no Brasil, mas também da Covishield (desenvolvida por Oxford/AstraZeneca e produzida aqui pela Fiocruz), já que os insumos desse último imunizante também vêm da China. E, na última quinta (20), aconteceu o temido: a Fiocruz paralisou a produção por falta de insumos.

No entanto, a previsão é que um carregamento chegue no próximo sábado (22) e a produção recomece na terça (25). Já nesta sexta (21), a Fiocruz deve entregar mais 5,3 milhões de doses da vacina contra a COVID-19 ao Ministério da Saúde, levando a fundação a atingir o número de 40 milhões de doses entregues.

Fiocruz paralisa produção de vacinas contra COVID-19 por falta de insumos (Imagem: twenty20photos/envato)
Fiocruz paralisa produção de vacinas contra COVID-19 por falta de insumos (Imagem: twenty20photos/envato)

A Fiocruz consegue fabricar 1 milhão de doses por dia. A fundação afirmou, por meio de um comunicado, ainda não ter previsão de um impacto a longo prazo causado por essa paralisação: "O cronograma de entregas permanece semanal, sempre às sextas-feiras, conforme pactuado com o Ministério da Saúde, seguindo a logística de distribuição definida pela pasta".

No caso do Butantan, a suspensão da produção da vacina CoronaVac ocorreu na sexta passada (14) por falta de matéria-prima. Por enquanto, o instituto ainda o governo chinês liberar um lote com 10 mil litros de insumo, o que rende aproximadamente 18 milhões de doses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos