Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,91
    -0,16 (-0,22%)
     
  • OURO

    1.804,30
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    38.062,62
    +4.052,49 (+11,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    907,43
    +113,70 (+14,32%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    26.825,73
    -496,25 (-1,82%)
     
  • NIKKEI

    27.884,36
    +336,36 (+1,22%)
     
  • NASDAQ

    15.089,25
    -8,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1187
    -0,0029 (-0,05%)
     

Fiocruz espera remessas de IFA da Índia para vacinas

·2 minuto de leitura
Fiocruz espera remessas de IFA da Índia para vacinas
Fiocruz espera remessas de IFA da Índia para vacinas

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aguarda remessas de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), para a produção de vacinas contra a Covid-19, que virão da Índia. O instituto, porém, não sabe ainda nem data nem quantidade de insumo que chegará ao Brasil. A fundação também espera a confirmação do voo que trará o material para divulgar esses detalhes.

Segundo a Fiocruz, normalmente, cada remessa do Ingrediente Farmacêutico Ativo contém insumo suficiente para a produção de 5 milhões a 6 milhões de doses de vacina. O anúncio da entidade de compromisso com a AstraZeneca para aquisição de IFA adicional foi feito na última quinta-feira (1º).

Leia mais:

Esse material extra será suficiente para produzir mais de 20 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Além disso, a Fiocruz informou que assinou um contrato com a farmacêutica para a produção de cerca de 50 milhões de doses.

Essas doses vão fazer parte das entregas do segundo semestre, juntamente com a produção nacional. “Com o novo compromisso, a Fiocruz poderá então produzir 70 milhões de doses adicionais ao longo do segundo semestre, adicionalmente às doses que serão produzidas com o IFA produzido no Brasil”, informou a fundação.

As remessas de IFA, de acordo com o cronograma divulgado anteriormente pela Fiocruz, eram previstas para agosto e setembro, datas estabelecidas pelo compromisso firmado com a AstraZeneca, para as 20 milhões de doses de imunizantes. A quantidade era para garantir uma “produção contínua no segundo semestre”.

Logo da AstraZeneca com uma amostra de vacina contra a Covid-19
Mais de 65 milhões de vacinas da AstraZeneca foram entregues ao Programa Nacional de Imunizações. Imagem: Radowitz/Shutterstock

A ideia da instituição brasileira é eliminar o risco de interrupção da fabricação das vacinas por falta de insumo. Os outros lotes para as mais 50 milhões de doses dos imunizantes contra o coronavírus devem ser entregues entre os meses de outubro e dezembro.

Até agora, as vacinas da AstraZenca produzidas pela Fiocruz representam 65,9 milhões de doses entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). A quantidade inclui 4 milhões de doses prontas da vacina do Instituto Serum, da Índia. A quantidade de IFA que a fundação tem em estoque é suficiente para garantir entregas semanais até o dia 23 de julho.

Em todo o Brasil, a pandemia do coronavírus já matou mais de 523,5 mil pessoas, com mais de 18,7 milhões de casos confirmados. De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 97,1 milhões de doses das vacinas contra a doença foram aplicadas até o momento no país.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos