Mercado abrirá em 6 h 56 min
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,25
    +0,17 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.776,80
    -6,60 (-0,37%)
     
  • BTC-USD

    32.916,09
    -1.233,11 (-3,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    794,36
    -15,83 (-1,95%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.854,85
    +37,78 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    28.848,03
    -26,86 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    14.300,00
    +37,00 (+0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9255
    -0,0030 (-0,05%)
     

Fintechs se preparam para mudança em mercado de recebíveis

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois que o Banco Central adiou três vezes a nova norma para os recebíveis de cartões, agora prevista para o dia 7 de junho, começam a despontar no mercado as fintechs que vinham se preparando.

A PayHop, fundada por Eduardo Rossi, que fez carreira em empresas como Citibank e BCG, e Arthur Fontana, que atuou na fundação de negócios como LogBank, já tem contratos com empresas dos segmentos automotivo, moda, construção e outros.

Segundo a empresa, a tecnologia permite que um fornecedor, após receber um pedido de um cliente varejista, e antes de enviar as mercadorias, solicite que seja fornecida como garantia uma parte dos recebíveis futuros de cartão do varejista.

Na mesma área de atuação, a Marvin, lançada no dia 18 de maio após cerca de cinco meses de planejamento, recebeu uma rodada de investimentos da Mauá Capital, do ex-diretor do Banco Central Luiz Fernando Figueiredo, que avaliou a fintech em R$ 65 milhões.

A empresa foi fundada por Bernardo Vale, que antes foi de Stone e BTG Pactual, e Henrique Echenique, ex-Itaú, e diz que seu objetivo é transacionar R$ 500 milhões durante o segundo semestre deste ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos