Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.276,45
    +1.807,95 (+3,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Fintech devolve dinheiro em compras no exterior usando cotação do dólar de 2019

·2 min de leitura

A fintech Nomad realiza, desde a segunda-feira (22) até a segunda que vem (29), a ação #TBTDólar 2019, que dará cashback para quem usar seu cartão de débito internacional. O detalhe é que o dinheiro de volta será baseado na cotação do dólar da Black Friday de 2019, quando a moeda estava a R$ 4,22. Atualmente ela está a R$ 5,59, um aumento percentual de pouco mais de 30%.

A ação vale para todos os clientes que fizerem uma remessa mínima de US$ 200 para a conta Nomad no mês de novembro. O cálculo é feito a partir da diferença da cotação do dólar no momento da compra realizada pelo cliente em relação ao câmbio de 2019 (R$ 4,22). Com base nessa diferença, a Nomad disponibiliza no dia 10 de dezembro o cashback na conta da Nomad. No entanto, há algumas condições básicas.

  • O benefício vale para os primeiros US$ 200 comprados entre os dias 22 e 29 de novembro. Ou seja, o valor excedente não será considerado para cashback

  • Serão consideradas compras online em qualquer país que aceita o cartão da Nomad, exceto o Brasil.

  • O reembolso será feito no dia 10 de dezembro;

  • O Cashback também é em dólar e pode chegar a US$ 70 no máximo.

Por exemplo: se um sapato no eBay estiver custando US$ 53,99, converte-se para reais e sai por R$ 301. Usando o dólar de 2019 sai por R$ 227. Essa diferença de R$ 74 é devolvida ao consumidor em cashback, mas em dólar. Ou seja, daria cerca de US$ 13.

Se considerarmos o montante de US$ 200 e as cotações de 2019 e 2021, o cashback total oferecido ficaria em R$ 274. O benefício pode ser usado, por exemplo, em lojas virtuais dos EUA como eBay, Amazon (com exceção das versões brasileiras de ambas), Best Buy e Ali Express, entre outras. A ação também vale para novos clientes da fintech.

Ação vale para remessa mínima de US$ 200 na conta Nomad em novembro (Imagem: Envato/twenty20photos)
Ação vale para remessa mínima de US$ 200 na conta Nomad em novembro (Imagem: Envato/twenty20photos)

O foco da Nomad é disponibilizar aos brasileiros uma conta bancária norte-americana em até US$ 250 mil no modelo FIDC, um fundo americano similar ao fundo brasileiro FGC (Fundo Garantidor de Créditos). A empresa une em sua plataforma câmbio, transferências, pagamentos, compras internacionais e investimentos em mercados globais.

“Essa campanha ajuda a mostrar aos brasileiros algumas das vantagens de ter uma vida em dólar, como o aumento do poder de compra, uma gama maior de produtos, além da flexibilidade das compras”, explica Vítor Vasconcelos, chefe de marketing da Nomad.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos