Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,27
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.866,70
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    43.256,66
    -2.350,03 (-5,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.195,01
    -2,91 (-0,24%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.032,85
    -10,76 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.194,09
    +166,52 (+0,59%)
     
  • NIKKEI

    27.824,83
    -259,67 (-0,92%)
     
  • NASDAQ

    13.296,25
    -7,25 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4104
    +0,0005 (+0,01%)
     

Fintech de crédito para empresas de tecnologia a55 recebe aporte de US$35 mi

Aluisio Alves
·1 minuto de leitura

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A fintech brasileira de crédito para empresas de tecnologia a55 anunciou nesta terça-feira que recebeu um aporte de 35 milhões de dólares liderada pela uma investidora em mercados emergentes Accial Capital, a E3 Negócios e a Mouro Capital.

Fundada em 2017, a a55 conecta contas bancárias, soluções de custódia, faturamento, meios de pagamento e inteligência de crédito. A fintech afirma ter mais de 80 funcionários e tem escritórios em São Paulo, Florianópolis e México.

Os recursos da rodada serão usados ​​para financiar operações de crédito na América Latina, com foco no México, e para a expansão comercial e de produtos.

"Os dados são o novo ouro e alimentam a nova economia. Estamos construindo a plataforma do futuro, onde os dados digitais, transacionais e de receita irão conduzir as decisões de crédito e moldar o futuro dos serviços financeiros para fazer as empresas crescerem online", afirmou o presidente da a55, Hugo Mathecowitsch, em comunicado.

A fintech prevê crescimento de 600% em 2021, superando 1 bilhão de reais em crédito no Brasil e 100 milhões de dólares no México no ano que vem. "Nosso objetivo é o de nos tornarmos a principal plataforma de financiamento de empresas de serviços de tecnologia da América Latina", disse Mathecowitsch.