Mercado abrirá em 21 mins
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,21
    -0,09 (-0,12%)
     
  • OURO

    1.748,20
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    41.302,30
    -2.394,98 (-5,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.027,02
    -81,91 (-7,39%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.047,59
    -30,76 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.200,75
    -102,75 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2515
    +0,0265 (+0,43%)
     

Fintech de contas internacionais recebe aporte de R$100 milhões

·1 minuto de leitura

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A plataforma digital de contas internacionais Nomad anunciou nesta quarta-feira que recebeu um aporte de 20 milhões de dólares, pouco mais de 100 milhões de reais, liderado pelos fundos de capital de risco monashees e Spark Capital e que incluiu Propel, GFC, Abstract, Vast, ONEVC e Globo Ventures.

Criada em novembro passado por executivos da indústria de capital de risco, incluindo o fundador do iFood, Patrick Sigrist, a Nomad oferece contas de pagamentos e investimentos no exterior, além de transferências e compras internacionais, com tarifas menores do que as cobradas por instituições nos EUA e em países da Europa, por exemplo.

A startup afirma ter mais de 50 mil contas abertas e prevê elevar esse número para 120 mil contas até dezembro, com a reabertura das viagens para o exterior nos próximos meses.

Segundo o presidente e confundador da empresa, Lucas Vargas, os recursos captados serão usados principalmente para expansão da operação, desenvolvimento de novos produtos e aumento do quadro de funcionários atual de 75 para cerca de 150 trabalhadores até o fim do ano.

"Além das carteiras administradas e das temáticas, em breve lançaremos nossa plataforma de trading", disse Eduardo Haber, outro cofundador da empresa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos