Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.816,90
    -18,90 (-1,03%)
     
  • BTC-USD

    41.868,36
    +230,41 (+0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Financiamento para startups atinge recorde global de US$ 156 bi

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O financiamento para startups somou um recorde global de US$ 156 bilhões no segundo trimestre, sustentado por fortes investimentos em empresas nos Estados Unidos, segundo novo estudo.

Em comparação com um ano atrás, quando a pandemia de coronavírus causava mortes e devastava economias, a recuperação é impressionante. O investimento privado cresceu 157% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com estudo da CB Insights, uma empresa de pesquisa de mercado.

Os EUA responderam por quase metade do volume. O Vale do Silício, embora ainda seja o mercado de startups dominante, registrou ligeira queda de participação em relação ao trimestre anterior. Los Angeles; Chicago; Austin, Texas; Seattle; Denver; e Dallas, Texas, registraram recordes. Nova York e Boston se mantiveram estáveis, enquanto Washington perdeu terreno.

Grandes acordos de US$ 100 milhões ou mais impulsionaram o resultado total e criaram mais startups unicórnios. O número de empresas privadas com valor superior a US$ 1 bilhão quase multiplicou por seis no segundo trimestre.

O Tiger Global Management, o famoso fundo de hedge de Nova York, teve grande impacto no mercado de capital de risco no trimestre. Foi de longe o investidor mais ativo, concluindo, em média, mais de um acordo por dia útil. Andreessen Horowitz e Sequoia Capital China ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

No ritmo atual, o mercado privado caminha para um ano recorde. O investimento em startups somou US$ 292 bilhões no primeiro semestre de 2021. O valor está apenas US$ 10 bilhões abaixo do capital investido em todo o ano passado, que detém o recorde atual, de acordo com a CB Insights.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos