Mercado abrirá em 23 mins
  • BOVESPA

    126.285,59
    +1.673,56 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,68
    +0,29 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.830,20
    +25,60 (+1,42%)
     
  • BTC-USD

    39.673,52
    -997,05 (-2,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    930,51
    +0,58 (+0,06%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.086,43
    +69,80 (+0,99%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    +200,76 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    15.002,50
    -9,00 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0280
    -0,0305 (-0,50%)
     

Fim de uma era?: telescópio Hubble pode não ter recuperação

·1 minuto de leitura
Fim de uma era?: telescópio Hubble pode não ter recuperação
Fim de uma era?: telescópio Hubble pode não ter recuperação

A Nasa ainda trabalha em manobras de ressuscitação, mas parece que o icônico telescópio Hubble não tem mais chances de ser recuperado. O observatório espacial segue offline após nove dias depois da primeira falha, mesmo com as contínuas tentativas de reconectar o computador de carga.

A agência espacial norte-americana ainda não sabe dizer o que causou a falha no computador do equipamento, mas o maior suspeito é o módulo de memória.

O conserto mais recente no telescópio aconteceu no ano de 2009. Ele fica na órbita baixa da Terra e naquela ocasião uma tripulação entrou em órbita para instalar atualizações. As mudanças feitas na época incluíram um novo computador, baterias e instrumentos científicos.

Dessa vez, porém, a Nasa não planeja enviar uma tripulação, principalmente por não ter uma nave com capacidade para realizar a missão.

A agência também tem outras ideias para tentar reativar o computador do telescópio Hubble. Em março deste ano, o equipamento apresentou uma falha no software, mas o problema foi contornado.

Caso seja definido que o observatório não vai mesmo ser reiniciado, a Nasa planeja um “funeral” para o telescópio. Na missão de 2009, os astronautas que realizaram os reparos instalaram um dispositivo para guiar o Hubble de volta para a atmosfera do planeta. A incineração que acontece na reentrada seria como uma cerimônia de cremação.

Mas os esforços para solucionar o problema continuam, e quem sabe o telescópio vai continuar a enviar imagens sensacionais do universo para nós.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos